Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Vivas e dinâmicas como sempre foram.

por aquimetem, em 03.04.18

DSC01104 (1).JPG

Dizia eu: que “Sinto a falta dum Café, na Bajouca Centro” e tenho motivos para isso, primeiro por servir o lugar mais importante da freguesia, onde se situa a sede e a igreja paroquial; em segundo, por me fazer falta a mim quando cá venho; terceiro, por servir de ponto de encontro com vizinhos e amigos.Tudo isto além do mais, como gozar da net que o Virgílio Sousa me tem facultado utilizar. Digam se tenho ou não motivo para falar e  apelar pela abertura do Café Sousa.

DSC02237.JPG

Vamos a evitar que tudo se comece a concentrar no Largo dos 13, e à sua volta, deixando que os restantes lugares sejam banidos do interesse local e dessa consequência perca o que de histórico e típico de cada lugar possa servir de atractivo a quem visita a capital do barro leiriense. Aos bajouquenses compete defender o seu torrão-natal como seus  antecendentes fizeram. Capacidade, engenho, inspiração e arte, não faltam nesta terra, se entretanto combinarem em unir esforços como se faz no desporto ou nas orquestras os vários lugares desde Marinha do Engenho à Bouça ao Vale de Cima, e desde Água Formosa à Bouça de Cá, manter-se-ao vivas e dinâmicas como sempre foram.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 15:19



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D