Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Um adágio que este ano vi confirmado

por aquimetem, em 13.06.18

peritos-conversam-uma-gota-fria-atras-de-outra-que

O adágio que na minha terra-berço ouvi e aprendi só passados muitos anos, cerca dos 80, pude confirma-lo, mediante a temperatura e os chuviscos com que a natureza nos presenteou neste inicio do mês de Junho de 2018. Não me lembro de como este ano o adágio assentar tão bem quando diz: “ A velha guardou a melhor cepa para comer as cerejas à lareira”. Antes dos Serviços de Meteorologia existir, os homens guiavam-se primeiro pelo sol, pela lua, pelas estrelas e depois mais tarde pelos Borda d’Águas, que foram os primeiros a fazerem o arrolamento do saber secular e empírico dos povos. Mas ainda hoje há quem semeie e plante em obediência às regras tecidas pelos bordas d’água que têm nas luas e nos ditos populares forte sustentação.

6MNHKNXH.jpg

Depois dum ano em que Portugal foi martirizado com incêndios florestais, entramos noutro com chuvas torrenciais que já destruíram plantações, culturas, animais e alfaias agrícolas por todo o país. Logo em Março, o chuva intensa e um tornado no Algarve fez uma vitima por afogamento, num carro arrastado por uma ribeira, foi em Castro Verde. Mas por todo o território nacional se fez sentir o mau tempo com portos e barras marítimas encerradas. Também em Lisboa a forte ondulação obrigou a cortes da circulação, na marginal, entre Cascais e Lisboa. Quando se pergunta: se será da mudança climática? - Não digo que sim ou que não. É verdade que no dia 1 de Junho  começou o Verão Climatológico, aquele que assinala a média histórica das temperaturas, mas de momento, tempo quente não se sente. Apenas um adágio popular para dar a resposta certa. Que eu corroboro: não só a velha, mas também o velho guardou o melhor cepo para comer as cerejas ao lume. E além da corrupção o que mais virá para o resto do tempo que falta deste 2018?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:13


I V CONGRESSO TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO

por aquimetem, em 27.05.18

 

1.1%20-%20Cópia%20(6)%20-%20Cópia[1].jpg

Não tenho palavras para justificar a minha ausência no Pavilhão do Conhecimento do Parque das Nações, em Lisboa. Mas o facto é que não fui lá em nenhum dos 3 dias que lá decorreu o IV CONGRESSO TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO, promovido pela Casa de Trás-os-Montes e Alto Douro, sediada no Campo Pequeno, nº 50-3º Esq., e presidida pelo dinâmico transmontano Hirondino Isaías. 

tras-os-montes%20-%20Cópia[1].gif

Foram três dias 25, 26 e 27 de Maio, precisamente aqueles em que me foi impossível assistir por motivos que a idade também já  começa a querer mandar naquilo que nos apetece fazer. O que me não impediu de em pensamento viver o evento com agrado e confiante no êxito esperado pela organização e na respetiva adesão dos transmontanos disponíveis para colaborar nestas louváveis iniciativas Com os governantes também noutro congresso partidário na Batalha (Leiria), por certo que se fez notar a presença de um ou outro dos ministeriais que sempre arrastaria atrás de si a comunicação social  que por norma só assim se vê neste género de  iniciativas culturais. 

PR-MRS-FotografiaOficial-250[1].jpg

Porém valeu por todos a adesão do Sr. Presidente da Republica, sempre disponível para tapar os buracos onde os responsáveis diretos não são capazes de chegar. E para isso além da visita surge na ANTOLOGIA DE AUTORES TRANSMONTANOS, DURIENSES E DA BEIRA TRANSMONTANA, o Professor Doutor Marcelo Rebelo de Sousa com a sua mensagem escrita dirigida a toda a gesta transmontana. Uma obra que integra 145 co-autores, entre eles 36 são do sexo feminino.  Aos principais obreiros Dr. Hirondino Isaías, Dr. Armando Palavras e outros, como o Coronel-Engenheiro Jorge Golias, as minhas sinceras felicitações. Bem hajam.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 13:45


Os artistas merecem particular realce.

por aquimetem, em 25.03.18

maxresdefault[2].jpg

Nestes últimos tempos não me tenho encontrado com o conceituado pintor António Carmo aquele distinto alfacinha que com o pincel e paleta reproduz para a tela o que na sua alma de artista muito bem se guisa. Esta manhã, 12 de Março, um toque por e-mail deu origem a um dos acostumados encontros de tempos não distantes, mas que devido a um trambolhão que deu, e a uma dor que me atacou as costas tanto ele como eu temos andado a fazer fisioterapia e lá se foram os habituais encontros que na Estação do Metro (da Baixa- Chiando) quase todos os dias se davam.

exp_tavira[1].jpg

 Foi uma boa ideia e deu para trocar impressões e saber de como vai a sua actividade artística que por norma é sempre em crescente pois o seu dinamismo e engenho criativo nunca o deixa sossegado, senão a criar aquilo que só sabe fazer: Arte !

28577480_10155562720628163_7717047484689646292_n[1

Quando ao despedir-me quis saber se tinha em exposição alguns dos seus trabalhos respondeu que sim, que tinha desde o passado dia 10 de Março e até Junho uma exposição no Museu de Tavira, onde se vai manter até ao inicio do próximo Verão. Lá fui pesquisar ao Google e recolhi matéria para fazer esta merecida noticia. E do que não sabia fiquei a saber que foi a Beatriz Costa quem lhe comprou o primeiro quadro, e dos escritores a fazer-lhe referencia foi Baptista Bastos que o apelidou de “ mão feliz”. Curiosidades.

imagesTYYG241Q.jpg

Trata-se de uma exposição como já fiz referencia integrada no meio século de actividade do artista, aqui com o titulo “ 50 Anos de Pintura ... até Tavira”. Foi um dia 10 festivo e com muita gente, e animado pelo Grupo de Cantares da Confraria do Medronho (Monchique). Registo e saudo,a arte e os artistas merecem particular realce.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:39


Mecenas que se dispõem ajudar.

por aquimetem, em 22.03.18

images[1].jpgAo pegar na revista Notizie dalla Santa Croce que já vai no XXXII ano de existência, ocorreu-me falar acerca desta publicação e da instituição cultural de que é porta-voz. Da instituição com sede em Roma, direi que foi erigida pela Santa Sé, e está confiada à Prelatura do Opus Dei, que nela administra cursos de bacharelato, licenciaturas e doutoramento, em Teologia, Direito Canónico, Filosofia e Comunicação Social, com plena validade canónica. Criada em 9 de Janeiro de 1990, a Pontifícia Universidade da Santa Cruz como instituição universitária que é tem-se revelado fonte de sabedoria e inspiração, onde alunos vindos dos mais diversos pontos do globo encontram a resposta que a suas capacidades intelectuais procuram e os mestres das matérias em estudo lhes sabem transmitir. Pela revista soube que dos muitos alunos que vão ali buscar formação o devem em grande parte à generosidade dos  mecenas que se dispõem ajuda-los.

imagesYT36FNB4.jpgNão é preciso ser rico para se poder ajudar, recordo um grupo de jovens que se inspirou na ideia de fazê-lo lançando esta iniciativa: “ Todos teremos  em nossa casa objetos que não usamos: quadros, bandejas, prata, joias, elementos de decoração, sombreiros, roupa, coleções de sellos,  abanicos, relógios, livros e tantas outras coisas que já não se utilizam, mas que a CARF pode aproveitar “ . - E deste modo se está a dar a nossa ajuda na formação de bons sacerdotes ao serviço de Deus, da Igreja e das almas. O Centro Académico Romano Fundacion, Apartado Nº 575 F.D. 28080 Madrid-Espanha, é um dos locais abertos ao recebimento desses apoios vindos de almas generosas. Acrescento ainda mais que a “ Pontifícia Universidade da Santa Cruz responde ao desejo de São Josemaria Escrivvá, fundador do Opus Dei, promover em Roma um centro de estudos universitários que desenvolvesse, ao serviço de toda a Igreja, um amplo e profundo trabalho de pesquisa e de formação na ciência eclesiástica, cooperando, de acordo com a sua peculiar função, com a missão evangelizadora da Igreja no mundo inteiro”.  Deste forma temos uma “Pontifícia Universidade que foi erigida formalmente pela Congregação dos Seminários e dos Institutos de Estudos, pela autoridade conferida  do Romano Pontífece, com Decreto de 9 de Janeiro de 1990, e que está confiada à Prelazia da Santa Cruz e Opus Dei, e o seu Grão-Chanceler é o Prelado do Opus Dei, atualmente D. Fernando Ocáriz “.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:17


A Festa do Folar na Praça da Figueira

por aquimetem, em 18.03.18

DSC02192.JPG

A Casa de Trás-os-Montes e Alto Douro é uma associação regional que surge em 1905 com a designação de ”Clube Transmontano”  tomando mais tarde o actual apelido que tem. Com várias condecorações atribuídas, a primeira foi a “ Comenda de Benemerência”, a  5 de Outubro de 1931. Também em 21 de Abril de 2005, o Presidente da Republica lhe concedeu o titulo de Membro Honorário da Ordem do Infante Dom Henrique, e em Julho desse mesmo ano a Câmara de Lisboa lhe atribuiu a Medalha de Honra da Cidade.

DSC02188.JPG

Com o lema “ A Bem da Gente d’Aquém e d’Além Marão” ,  esta associação constituída por naturais ou descendentes da região que formam a colónia transmontana e alto-duriense de Lisboa, prima por promover e defender  tudo quanto de interesse cultural, recreativo, histórico, artístico e económico diz respeito à nossa província, com iniciativas como palestras, lançamento de livros, convívios, feiras e um sem numero de outros eventos.

DSC02184.JPG

Vale destacar que em termos geográficos podem ser sócios da CTMAD os naturais de todos os concelhos de Vila Real e Bragança e os de Lamego, Tarouca, Armamar, Tabuaço e São João da pesqueira (distrito de Viseu) e Vila Nova de Foz Coa, Meda e Figueira de Castelo Rodrigo (distrito da Guarda). Já com tradição são a Festa do Folar e do Azeite, bem como o Magusto por altura do São Martinho.

DSC02177.JPG

Neste domingo, dia 18, foi a Festa do Folar e do Azeite que decorreu na Praça da Figueira, e reuniu muitos vendedores e compradores também. Começou às 09h00, e pelas 14h30 o presidente da direcção da  casa, Dr. Hirondino Isaías,  bem como o presidente da Junta de Santa Maria Maior, Dr. Miguel Coelho, deram as boas vindas a todos os presentes quer feirantes quer clientes ou meros visitantes.

DSC02172.JPG

Para animar a festa ficou encarregado o Grupo “ MARANUS”  e o Grupo de Concertinas Águias Vermelhas da Charneca / Sobreda da Caparica que puseram toda a gente a dar um pé de dança.

Foi um dia, ou melhor dito: meia tarde de domingo que gozei com amigos, como coronel Golias, Dr. Armando Palavras, o poeta e prosador João de Deus Rodrigues, o Ni, e tantos outros cujo nome não recordo. E falou-se de Trás-os-Montes e de pessoas transmontanas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


Um mês de eventos históricos

por aquimetem, em 16.03.18

flor07032017[1].jpg

Assinalar de forma destacada datas que religiosamente, ou não, merecem realce é digno de louvor e apreço. O Dia da Mulher, celebra-se a 08 de Março, dia também consagrado a São João de Deus. Segundo a Wikipédia,“As origens do Dia Internacional da Mulher chegam a 1857. A 8 de março um grupo de trabalhadoras da indústria têxtil organizou uma marcha em Nova Iorque para exigir melhores condições de trabalho, a jornada diária reduzida para 10 horas e direitos iguais para homens e mulheres”. Certo é que só em em 1975 as Nações Unidas instituíram o dia 8 de março como o Dia Internacional da Mulher. Uma viagem às origens da data que simboliza uma luta de mais de 100 anos por direitos e igualdade.

Mais soube que tudo surge nos finais do séc. XIX e inicio do séc. XX nos Estados Unidos e na Europa, no contexto das lutas femininas por melhores condições de vida e trabalho, e pelo direito de voto.  A 26 de Agosto de 1910, durante a Segunda Conferencia Internacional das Mulheres Socialistas em Copenhaga, a líder socialista alemã Clara Zetkin propôs a instituição de uma celebração anual das lutas pelos direitos das mulheres trabalhadoras.

160308-2[1].jpg

Também o Dia 8 de Março é consagrado a São João de Deus, um santo português da Igreja Católica Romana que nasceu em Montemor-o-Novo e faleceu em Granada (Espanha). É o padroeiro dos hospitais, dos doentes e dos enfermeiros. Foi pastor de gado, militar que depois abandonou e passando por diversas vicissitudes, voltou a casa, mas encontrando os pais já falecidos volta a partir. Em Granada se distinguiu a dar assistência aos pobres e doentes através de um hospital por ele fundado, em 1539. Foi beatificado pelo Papa Urbano VIII, em 28 de Outubro de 1630 e canonizado em 16 de Outubro de 1690, pelo Papa Alexandre VIII, sendo no entanto a sua bula expedita apôs a sua morte, pelo seu sucessor Papa Inocêncio XII.

10570493_Wra7h[1].jpg

E no dia 19 temos outro grande dia festivo, o Dia do Pai que tem São José por patrono. É dia grande para os pais quem têm seus filhos a lembrarem-se deles, e para os filhos que ainda têm seus pais vivos. São eventos que nos tempos que correm se devem festejar e assim alimentar a chama da fraternidade e respeito que nos merecem aqueles que anteriormente lavraram a seara para nós colhermos…

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:42


Sentir a nossa amizade.

por aquimetem, em 11.03.18

DSC02154.JPG

O meu conterrâneo José Francisco Borges Lopes fez hoje, dia 11 de Março 72 anos. Calhou ao domingo e por isso mesmo no fim de almoço bati-lhe ao ferrolho forçando-o a oferecer um cafezinho e um digestivo bem como antecipar um apagar de velas onde constava o evento em comemoração. Uma forte constipação atirou com ele para entre os lençóis da cama, impedindo-o de festejar a festiva data com aquela normalidade dos anos anteriores. E foi sabendo disso que fiz a surpresa de lhe bater à porta, donde  a custo saiu da cama, e todo bem disposto me desculpou do atrevimento. Os amigos são assim, mesmo que nos custe é nos bons e nos maus momentos que devemos saber atender quem nos mostra consideração  e revela merecer e sentir a nossa amizade.

Autoria e outros dados (tags, etc)

image[1].jpg

 Sempre que podia gostava de ouvir o padre Dâmaso , no programa "Caminhos da Vida", da Radio-Renascença. Hermano Nicolau Maria Lambers, nasceu na Holanda, a 9 de Junho de 1930 e faleceu em Lisboa, no passado dia 22, com 87 anos. Figura carismática que na Rádio conquistou ouvintes e muito evangelizou com seus conselhos e ensinamentos, e muito empenho sacerdotal.

DSC02089.JPG

Segundo ele o seu sonho quando foi ordenado era ir para as ilhas de Cook, na Nova Zelândia, só que entretanto o seu superior provincial disse-lhe que o cardeal – patriarca de Lisboa, D. Manuel Gonçalves Cerejeira, precisava de três padres para missões populares na província, e o sonho derreteu-se em Lisboa.

DSC02070.JPG

Ordenado em 1955, dois anos depois já este sacerdote da Congregação de Jesus e Maria, que adoptou o nome de Dâmaso, está em Portugal; e também dois anos depois de cá viver foi um dia convidado para dar uma conferência na prisão feminina de Tires: correu tão bem que o convidaram para repetir a exposição noutras cadeias, um pouco por todo o país. 

DSC02082.JPG

Descobriu então «que tinha encontrado a sua principal vocação e, primeiro como visitador, depois como capelão, ajudou inúmeros homens e mulheres a encontrar Jesus dentro de quatro paredes. Ficou conhecido como o “padre das prisões”».

DSC02092.JPG

Outro labor em que o padre Dâmaso se distinguiu foi na introdução dos Cursilhos de Cristandade em Portugal, bem como na fundação da associação “O Companheiro” destinada aqueles que  se sentem marginalizados. Esta com oficinas na Av. Marechal Teixeira Rebelo (no Charquinho-Benfica). – Vi, neste derradeiro adeus, muita gente dessa ajoelhar diante da sua humilde urna.

DSC02076.JPG

O corpo da padre Dâmaso esteve desde sexta-feira, dia 23 na igreja de Nossa Senhora do Amparo em Benfica, por onde passaram muitas figuras publicas e sobretudo anónimas que mantiveram aquele templo sempre quase cheio. Das publicas destaco o Sr. Presidente da Republica e António Sala que lá vi na sexta-feira na missa das 19h30. 

DSC02081.JPG

Com missa concelebrada, às 10h30, a que presidiu o Sr. Cardeal-patriarca, D. Manuel Clemente, os restos mortais do saudoso sacerdote seguiram para o cemitério de Alcabideche, com passagem e paragem na cadeia de Tires, onde tanto serviço prestou e apostolado fez 

DSC02086.JPG

As muitas pessoas que no fim de missa fizeram questão em passar em frente da urna, demorou tempo mas ninguém ficou impedido de o fazer.

 O vídeo mostra melhor

Autoria e outros dados (tags, etc)


São mais as vozes do que as nozes

por aquimetem, em 20.02.18

DSC02023.JPG

Vá que se não lembraram de meter o Opus Dei neste sarilho jornalístico que de vez em quando roda para confundir quem deseja viver em paz consigo e em sociedade . Mas também compreendemos que quem tem por profissão fazer noticia precisa de arranjar assunto - tem essa função - para divulgar e matéria que desperte interesse  nos seus leitores. A VISÃO no seu nº 1299, de 25/1718, fez-me essa  franquesa ao trazer a publico uma reportagem que diz haver quem dentro da Igreja quem se oponha e desafie o Papa Francisco. Li com atenção tudo quanto se conta ali, mas à partida quero adiantar que não acredito no relato dos intervenientes até porque é mais que sabido que em matéria que não for dogmática os cristão têm toda a liberdade de opinar sem que isso choque ou ponha em causa a unidade e obediencia a quem quer que ocupe a cátedra de São Pedro. O que se verifica aqui é que tem vindo a surgir uns certos "praticantes" que querem à força que a Igreja se adapte a eles e meta os ensinamentos de Jesus Cristo na gaveta. 

ANSA883049_Articolo.jpg

Não pode ser, nem isso passa ou alguma vez passou pela cabeça de Papa Francisco, um santo que devemos amar e respeitar. Adaptar ao tempo e às circunstâncias o que pode ser feito é logico e saudavel agora mexer no que Jesus ditou ninguem o faz. Ainda quanto aos que  criticam  as missas em latim lembro que se para a maioria dos fieis não terá interesse  faz muito jeito para os cristãos que com certa formação cultural e doutrinal viajam por paises onde a língua local é mal conhecida. Eu falo por mim, já  uma vez estando em Lourdes a participar numa procissão o que me valeu foi a recitação de um mistério do terço ser em latim para saber a quantas ia. Mas como esta há muitas mais. Também quanto ao celebrante estar de costas para os fieis não vejo nisso nada que não seja pratica antiga e conhecida da Igreja. Mas quanto ao latim graças a Deus também em Lisboa havia, e não sei se ainda há, uma missa  em latim na igreja de Santo António à Sé. E não me costa que os franciscanos sejam contestatários do Papa Francisco. Às vezes são mais as vozes do que as nozes, com muito jornalismo à mistura e gente interessada em criar confusão. Como no ponto 415 do Caminho diz São Josemaria Escrivá : “ Não ligues muita importância ao que o mundo chama vitórias ou derrotas – Sai tantas vezes derrotado o vencedor ! “.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 17:22

IPFYLMYK.jpg

Achei graça a esta do governo querer pôr o fisco a cobrar multas a quem não paga nos transportes públicos, como já não chegasse a respectiva fiscalização das empresas tirar ao transgressor o titulo de transporte, e obrigando a tirar outro além da coima a que fica sujeito. Por alguma razão esta gente que vive à custa dos contribuintes mostra tanto interesse no administrar empresas que na mão dos particulares exigem sejam exemplares nos serviços a prestar ao cidadão e quando delas se apossam tão mal servem e encarecem. Este governo tem ideias raríssimas....

9LJ3OXKS.jpg

Mas como nos transportes pior ainda nas nacionalizações e no património nacional como no caso do Pinhal de Leiria, que parece vai passar a ser sobreiro. E dos mais que ficam por enumerar é só passar por onde existem para se tirar a prova. No que toca a património construido basta ver em Tempo Caminhado de 8 do corrente para se formar opinião.

27654715_907905192667929_7325563722022197802_n%20- 

Ora vejam:“Há património do Estado classificado ao abandono às portas de Lisboa.O forte de Santo António do Estoril, onde Salazar viveu entre 1950 e 1968, encontra-se completamente desfigurado. O monumento construído no século XVI durante o domínio Filipino, está protegido por lei como imóvel de interesse público, mas nada está a ser feito para impedir a sua destruição”.  Como este tantos outros e das nacionalizações se não fosse serem alguns deles adquiridos por particulares já nem vestígios havia, caso do mosteiro de Pombeiro, Arnoia e tantos outros. 

DSC01977 (2).JPG

As pessoas devem ler mais em vez de ver televisão que dá cabo da vista e da mente. Devem estar mais atentas ao que se passa pelo mundo e pelo nosso país. Estar informadas para poderem ter opinião e não serem ludibriados.

DSC01990.JPG

Hoje foi um amigo que me veio despertar que no meu concelho se  tinha declarado mais um caso, daqueles casos que por aí abundam, respondi : “Não tenho nada a ver com isso, pois até tenho simpatia por ele. Mas dizem que "quando há fumo há fogo" e para lá ir a SIC, é porque tem pista onde pode correr... Seja culpa dele seja do anterior se a PJ entrar eles acusam-se mutuamente. E então como diz o ditado, "zangam-se as comadres, sabe-se as verdades". Oxalá não seja nada, pois ele tem feito obra e não sendo mondinense é dos melhores que passaram pela Câmara de Mondim. Politicamente não alinho com o seu partido, mas como autarca sou seu admirador. Muito mais grave é esta da reserva do antiviral Oseltamivir, que Portugal adquiriu em 2005 como medida preventiva contra uma pandemia de gripe, por 22,5 milhões de euros, deixou de ter condições de segurança e vai ser destruída, revelou a directora-geral da saúde. Acho que se não deve gastar o dinheiro assim. Tanta gente que não tem um chavo para comprar pão 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:18


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D