Neste blog, vou passar fazer todo aquele trabalho que habitualmente tenho vindo a distribuir por vários blogs. Dar descanso aos velhos....

21
Fev 15

2354.jpg

“ Quicumque vult” ou Símbolo Atanasiano foi elaborado no sentido de combater o arianismo e reforçar a fé na Santíssima Trindade.É uma oração bonita e muito pedagógica que consta completa num pequeno livrinho da DIEL, intitulado "Orações habituais". Neste 1º Domingo da Quaresma, faz parte do ritual dos crentes recitar esta oração que é atribuída a Santo Anastácio, bispo de Alexandria que morreu mártir. Pelo seu interesse e maré...., transcrevo:

          “Quem quiser salvar-se deve antes de tudo professar a fé católica. /Porque aquele que não a professar, integral e inviolavelmente, perecerá sem dúvida por toda a eternidade./A fé católica consiste em adorar um só Deus em três Pessoas e três Pessoas em um só Deus./Sem confundir as Pessoas nem separar a substância./Porque uma só é a Pessoa do Pai, outra a do Filho, outra a do Espírito Santo./Mas uma só é a divindade do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo, igual a glória e coeterna a majestade./Tal como é o Pai, tal é o Filho, tal é o Espírito Santo./O Pai é incriado, o Filho é incriado, o Espírito Santo é incriado./O Pai é imenso, o Filho é imenso, o Espírito Santo é imenso./O Pai é eterno, o Filho é eterno, o Espírito Santo é eterno./E contudo não são três eternos, mas um só eterno./Assim como não são três incriados, nem três imensos, mas um só incriado e um só imenso./Da mesma maneira, o Pai é onipotente, o Filho é onipotente, o Espírito Santo é onipotente./E contudo não são três onipotentes, mas um só onipotente./Assim o Pai é Deus, o Filho é Deus, o Espírito Santo é Deus./E contudo não são três deuses, mas um só Deus./Do mesmo modo, o Pai é Senhor, o Filho é Senhor, o Espírito Santo é Senhor./E contudo não são três senhores, mas um só Senhor./Porque, assim como a verdade cristã nos manda confessar que cada uma das Pessoas é Deus e Senhor, do mesmo modo a religião católica nos proíbe dizer que são três deuses ou senhores./O Pai não foi feito, nem gerado, nem criado por ninguém./O Filho procede do Pai; não foi feito, nem criado, mas gerado./O Espírito Santo não foi feito, nem criado, nem gerado, mas procede do Pai e do Filho./Não há, pois, senão um só Pai, e não três Pais; um só Filho, e não três Filhos; um só Espírito Santo, e não três Espíritos Santos./E nesta Trindade não há nem mais antigo nem menos antigo, nem maior nem menor, mas as três Pessoas são coeternas e iguais entre si./De sorte que, como se disse acima, em tudo se deve adorar a unidade na Trindade e a Trindade na unidade./Quem, pois, quiser salvar-se, deve pensar assim a respeito da Trindade./Mas, para alcançar a salvação, é necessário ainda crer firmemente na Encarnação de Nosso Senhor Jesus Cristo./A pureza da nossa fé consiste, pois, em crer ainda e confessar que Nosso Senhor Jesus Cristo, Filho de Deus, é Deus e homem. É Deus, gerado na substância do Pai desde toda a eternidade; é homem porque nasceu, no tempo, da substância da sua Mãe./Deus perfeito e homem perfeito, com alma racional e carne humana./Igual ao Pai segundo a divindade; menor que o Pai segundo a humanidade./E embora seja Deus e homem, contudo não são dois, mas um só Cristo. É um, não porque a divindade se tenha convertido em humanidade, mas porque Deus assumiu a humanidade./Um, finalmente, não por confusão de substâncias, mas pela unidade da Pessoa./Porque, assim como a alma racional e o corpo formam um só homem, assim também a divindade e a humanidade formam um só Cristo./Ele sofreu a morte por nossa salvação, desceu aos infernos e ao terceiro dia ressuscitou dos mortos./Subiu aos Céus e está sentado a direita de Deus Pai todo-poderoso, donde há de vir a julgar os vivos e os mortos./E quando vier, todos os homens ressuscitarão com os seus corpos, para prestar conta dos seus actos./E os que tiverem praticado o bem irão para a vida eterna, e os maus para o fogo eterno./Esta é a fé católica, e quem não a professar fiel e firmemente não se poderá salvar.”

 

publicado por aquimetem, Falar disto e daquilo às 22:11

03
Dez 14

C:\Users\utilizador_2\Pictures\Fotos para divulgar

          Outro dos lugares históricos que já visitei foi Sepphoris, um espaço arqueológico em exploração da cidade que foi capital da Galileia ocidental, e diz a tradição nasceu Nossa Senhora pois seriam dali Santa Ana e São Joaquim, avós de Jesus Cristo. Dada a sua situação estratégica estava sempre a ser invadida por exércitos que procuravam o controle da região. Durante uma tempestade de neve, no Inverno dos anos de 39-38 a.C., Herodes, o Grande, ocupou a cidade, quando ia a caminho da conturbada Jerusalém. O que resultou após a sua morte a cidade se revoltasse contra a ocupação romana e acabasse por ser destruída. Mais tarde seu filho, Herodes Antipas reconstruiu-a, mas os romanos voltaram a ocupa-la  durante a primeira e segunda revolta dos judeus. Afastada uns 8 km. da Cidade de Nazaré, é um local de visita obrigatória a quem vai à Terra Santa.

C:\Users\utilizador_2\Pictures\Fotos para divulgar

          É de lembrar que no tempo de Jesus Roma dominava a maior parte dos reinos do mundo, semelhante ao império persa, no período de Daniel. Como então Dario respeitava cada povo e permitia o culto aos seus deuses, César permitia que também as províncias tivessem a sua religião e organização social. Havia varias regiões em Israel que eram comandadas por governadores, havia representantes locais do império que tinham função de liderança sobre os judeus. Herodes, o Grande, e seus sucessores tinham essa função. Herodes não era um nome mas um titulo, assim como César, imperador romano. Houve pelo menos quatro, o “Herodes” o que mandou matar as crianças de Belém não foi o mesmo que mandou degolar São João Batista. Herodes Ântipas que dominava parte da Judeia e localidades vizinhas do rio Jordão, foi quem se incompatibilizou com São João Batista que vivia naquela região.

         Quanto a competências, Herodes resolvia as questões de ordem religiosa e de organização social. O governador Pôncio Pilatos tratava apenas dos impostos e rebeliões armadas contra Roma, logo Herodes era submisso ao imperador romano, representado por Pôncio Pilatos. Por aqui se compreende o porquê de Pilatos enviar Jesus para Herodes, o “delito” era de âmbito religioso e não político. Mas também por isso lavou as mãos, em vez da consciência. 

 

publicado por aquimetem, Falar disto e daquilo às 19:19
tags:

29
Nov 14

C:\Users\utilizador_2\Documents\PICT0068.JPG

É dos sítios mais visitados de Israel, está situado a meio caminho entre Tel Aviv e Haifa na base do Monte Hermon e na costa mediterrânica de Israel. Foi capital portuária de Israel no período romano, e hoje além do parque nacional de arqueologia, engloba uma cidade moderna e prospera na região litorânea do país. Foi mandada construir por Herodes, o Grande cerca de 25-13 a. C., em honra de César Augusto, daí o topónimo Cesareia (em latim Caesarea).

C:\Users\utilizador_2\Pictures\Fotos para divulgar

Nada descuidou Herodes para dar imponência a esta cidade. O seu palácio que mandou fazer num promontório junto ao mar, com uma piscina decorativa, a torre de vigia, o teatro, o circo, o aqueduto para abastecimento de água potável, sistema de drenagem por baixo da cidade que levava o esgoto para o mar, tudo quanto de grande e faustoso naquela época era conhecido. É no ano 13 a.C. , que a nova cidade é transformada na capital civil e militar da Judeia. Ali esteve detido São Paulo após apresentar a sua defesa perante Félix, Festo e Agripa, apelando para César. Ficou em custódia para julgamento até que fosse enviada a Roma. “São Lucas narrou a viagem a começar de Cesaréia, e nela podemos ver retratada a providência divina em fortalecer o carácter e a fé do Seu servo, que já sofrera naufrágios e situações as mais adversas; e na sua trajectória final demonstrou ser forte e sábio em momentos emergenciais “. Quando ali entrei senti emoções que só vive quem entra naquele sedutor espaço arqueológico

 

 

 

 

 

publicado por aquimetem, Falar disto e daquilo às 15:02

27
Nov 14

 

C:\Users\utilizador_2\Pictures\Fotos para divulgar

Foi pouco tempo. Gostava que tivesse sido mais. Mas já posso dizer que sem me afogar estive abaixo do nível do mar cerca de 400 metros e dali saí temperado em salmoura como carne de salgadeira. Foi na foz do Rio Jordão, um “lago de formato estreito e alongado, possuindo 82 quilómetros de comprimento e 18 quilómetros de largura. Ele está a 392 metros abaixo do nível do Mar Mediterrâneo e 417 metros sob o nível do mar (é o ponto mais baixo do  planeta Terra )”. Está situado no Oriente Médio, no interior da Palestina e banhando a Jordânia, Israel e Cisjordânia. Uma região praticamente desértica, de clima subtropical e semi-árido , com verões de temperaturas altas e muito secos. A sua origem deve-se à ficção de duas placas tectónicas que formam a chamada Fenda Sírio-Africana, uma espécie de rachadura enorme responsável, também, por terramotos na região. Sucedeu que quando a fenda foi criada, a água salgada entrou pela fissura. Entretanto a ligação com o Mar Mediterrâneo secou e a água salgada, sem ter para onde escoar, ficou depositada numa bacia enorme. Com o decorrer do tempo, o lago diminuiu com a evaporação da água e se transformou no Mar Morto sem ligação com outros mares.

C:\Users\utilizador_2\Pictures\12.jpg

Uma das características deste lago é a alta concentração de sal nas suas águas (cerca de 300 gramas de sais para cada litro de água). Para melhor perceber se recorda que a quantidade normal para os oceanos é de 30 gramas para cada litro de água. Assim se explica o motivo porque no Mar Morto não se desenvolve qualquer forma de vida, os peixes que chegam pelo rio Jordão, morrem instantaneamente ao entrar no lago. É também devido à sua salinidade que os corpos flutuam à superfície sem se afundar. Temos que no turismo de saúde esta zona goze de especial relevo e muitas clínicas organizem acampamentos de inverno para pacientes das mais diversas procedências. O ar seco e rico em oxigénio, a lama escavada ao longo das margens do lago, rica em minerais e sais, importantes no tratamento de doenças de pele e dos pulmões. Por isso as redes de hotéis no Mar Morto se instalem no terreno para dar apoio aos muitos clientes. Segundo o Livro Sagrado, este lago das vizinhanças de Jericó, dava pelo nome de Asfaltite e surgiu devido a uma erupção vulcânica após a destruição de Sodoma e Gomorra. O nome actual deve-se ao seu elevado grau de salinidade, que impede a vida animal. Como no Jordão este é outro lugar histórico, onde já lá estive em contemplação.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por aquimetem, Falar disto e daquilo às 18:18

19
Nov 14

C:\Users\utilizador_2\Pictures\Fotos para divulgar

(Porta de entrada e saída na igreja da Natividade (Belém)

          Ao aproximar-se o fim de mais um Ano Litúrgico, e o Advento que dá inicio a um novo circulo, fez me recordar o que não pode fazer, quem visita a Terra Santa: regressar sem visitar a igreja da Natividade, na cidade de Belém. Tive esse privilégio quando em 2012 fui em peregrinação a Israel, e ali me desloquei emocionado com a paisagem e a história daquela cidade palestina situada na parte central da Cisjordânia, nas proximidades de Jerusalém. A sua população é formada por cristãos e muçulmanos que pacificamente se têm comportado muito bem. A maioria já foi cristã, mas actualmente dizem que tem perdido influencia em relação aos muçulmanos. A culpa também pode ser por nós cristãos, nem sempre testemunhar que o somos.

C:\Users\utilizador_2\Pictures\Fotos para divulgar

(Na Basilica da Natividade uma estrela assinala o local do nascimento de Jesus)

          Depois da visita à igreja de Galicante ( Jerusalém) parti para a parte nova da cidade, onde, junto ao Santuário do Livro, apreciei a maquete gigante da cidade antiga; tal como era no tempo de Jesus. E dali segui em direcção a Belém, onde , na área do Campo dos Pastores, almocei, para na cidade de David  ir concluir a jornada, em demorada visita, na sagrada Basílica da Natividade. Cidade ocupada pela Jordânia, durante a guerra israelo-árabe em 1948, o mesmo de seguida sucedeu por Israel durante a Guerra dos Seis Dias, em 1967.

           Presentemente Belém está estrangulada pelo muro de segurança israelense. Entretanto embora Israel controle as entradas e saídas de Belém, a administração quotidiana está sob supervisão da Autoridade Nacional Palestina desde 1995. Há coisas que só se conseguem ver bem através da fé; quem não goza desse dom, vê tudo muito turbo. No caso da Gruta da Natividade, como na Gruta do Leite , anda muita ornamentação à volta do todo, o que contrasta com o verdadeiro relato dos evangelhos e portanto de como ali foi recebida a Sagrada Família e se deu o nascimento de Jesus. Mas não nos deve surpreender nada que hoje tudo ali seja brilhante e multicolorido pois Jesus nasceu para nos tirar das trevas e fazer brilhar os corações dos crentes. E ali não só os cristãos, mas outras Confissões rezam em comum ao mesmo Deus e à Virgem Maria.

 

 

 

publicado por aquimetem, Falar disto e daquilo às 13:39
tags: ,

Abril 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

22
23
24
25
26
27

28
29
30


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO