Neste blog, vou passar fazer todo aquele trabalho que habitualmente tenho vindo a distribuir por vários blogs. Dar descanso aos velhos....

29
Nov 18

DSC01368.JPG

Por pobreza habitacional morreram cinco pessoas vítimas de intoxicação de monóxido de carbono no concelho de Saborosa, no dia seguinte foi por desleixo estatal que mais outras tantas perderam a vida numa derrocada que se deu na estrada EN. 255 que liga Borba a Vila Viçosa.Segundo o comandante dos Bombeiros de Saborosa, o incidente de Saborosa deve-se ter dado na madrugada de domingo, dia 18, já o de Borba aconteceu na segunda-feira, dia 19, e vitimou também pelo menos mais cinco pessoas. 

DSC01365.JPG

Tragédia sobre tragédia é a sina deste país desde que a “geringonça” se apoderou do país, e que vai ficar conhecido pelo nome do mais azarento governo de Portugal. Diga-se de passagem que também fazem bem por isso, ao tomarem atitudes que de modo nenhum condizem com a ética social, patriótica e muito menos aquela em que fomos educados. Não quero profetizar maus agoiros, mas não prevejo coisa boa para as futuras gerações se não travam a marcha a esta gentilhaça sem tino, e deixam de se levar em cantilenas que mais não que meros cantos de sereia para manter os chulos na governação, deles…A Saborosa ninguém dos notáveis se deslocou. Eram pobres e nem a Impressa de devido relevo, já Borba captou toda a comunicação social, e percebe-se, os filões de mármore são ricos e ali se pode recolher dividendos, até quem sabe, votos se o filão for bem explorado! Desde segunda-feira que máquinas e técnicos ali labutam para encontrar os corpos de quem a derrocada atirou para o fundo de uma pedreira e engoliu parte da estrada que por incúria politica e administrativa estava aberta ao trânsito.

HQXR7RJ8.jpg

Mas tudo bem já deu para o Sr. PR dar mais um passeio e consolar com palavras os que no terreno se sujeita dão de si, ao mesmo tempo que em Guimarães o António Costa aproveitou para ver a Bola, cada um come do que gosta !

publicado por aquimetem, Falar disto e daquilo às 17:13

29
Mai 17

IMG_7385.JPG

Dizia em eu em post que divulguei a 08 de Outubro de 2006, assim: “ Estou de regresso, e trago comigo uma carrada de novidades que em terras alentejanas recolhi, ao acaso, na terras de “João de Deus”; daquele que foi o mais notável montemorense de todos os tempos, e que o Papa Alexandre VIII canonizou em 16 de Outubro de 1690”. 

IMG_7400.JPG

Também hoje, dia 21 de Maio/017, de lá regressei ao cabo de 3 dias que ali permaneci em retiro espiritual. Foram dias passados no Centro de Convívios de Almançor que como já noutra ocasião lembrei “se curiosos houver procurem na Internet que não há de faltar quem informe das condições de se poder passar ali em paz e sossego uns dias de repouso”. 

IMG_7368.JPG

Ensinou ali, o padre o Romão, por coincidência também alentejano de gema, que “o cristianismo é a religião que tem a cruz de Cristo por centro”. Importante sabe-lo, pois nos faz descer à raiz onde assenta a origem da fé cristã, sem a qual continuaríamos órfão de Pai e Mãe, ainda que possuídos de progenitores.

IMG_7388.JPG

Conduzido pelo Dr. João Carvalho, e o cunhado João Marques Ferreira também por companheiro lá fui, lá fomos, juntar-nos ao grupo que no todo ultrapassou as três dezenas. O responsável foi o Director do Gabinete de impressa do Opus Dei, Pedro Gil, que com outros intervenientes deu a este tempo de recolhimento e reflexão os pontos base que carecem de saber e eloquência por parte de quem os transmite.  

IMG_7391.JPG

Mês de Maio, mês de Maria. Também mês de romarias. Na quinta de Almançor existe uma ermida consagrada a NS do Quito, cuja imagem ali patente foi ofertada pelo saudoso prelado do Opus Dei , D. Javier Echevarría, em 26 de Julho de 2002. Em passeio ali fui fazer a minha visita e a respetiva “romaria” a Nossa Senhora do Quito que famílias do Equador ofereceram a São Josemaria Escrivá, em Agosto de 1974. Foi uma boa forma de na terra-berço de São João de Deus, ter muito presente os dois bem-aventurados Jacinta Marto e Francisco Marto, que o Papa Francisco no dia 13 canonizou em Fátima. Os retiros ajudam a ver mais longe .....

 O vídeo mostra melhor uma parte da quinta de Almançor

publicado por aquimetem, Falar disto e daquilo às 22:17

21
Abr 16

Imagem (78).jpg

Foi me enviada da Ribeira Brava, em 04/ 08/1974, ainda o selo por avião custava 1$50. Bons tempos, não fora abrir a boca ter de ser com respeito e palavras medidas. Mas havia ordem e os corruptos eram corridos… Os ordenados eram pequenos, mas davam para poupar e também dar o seu passeio mais alargado como foi o caso deste meu amigo Martins que de lá mo enviou. As casas típicas madeirenses que representa começam a rarear, numa das recentes visitas feitas ao arquipélago, só em Santana é que as vi com certa implantação. Santana, povoação que dizem teve inicio por volta do ano de 1550, graças a minhotos de Braga idos do continente, por isso ainda hoje aos naturais de Santana é dado o alcunha de “bragados”.

Imagem (84).jpg

Da Madeira vou através deste postal cuja data desconheço evocar entre outras as que nele constam referenciadas: Quarteira, Praia Oura, Albufeira, Armação de Pêra, Praia da Rocha e Praia Dona Ana. Quarteira tem uma das mais concorridas praias algarvias com cerca de 2km de areal, perto fica Vilamoura que fala por si, e os turistas e veraneantes por Vilamoura. Também na gastronomia dá cartas. Outras das praias notáveis é Praia Oura a leste de Albufeira perto da zona de lazer e cercada de rochedos. A marina de Albufeira é outro atractivo da região. A oeste de Armação de Pêra fica situada a Praia da Cova Redonda, a Praia da Rocha, assim como na Costa d´Oiro de Lagos, a Praia Dona Ana. Um mundo de sol e areal desde Aljezur até à foz do Guadiana. Para quem gosta de praia

Imagem (83).jpg

 Mas o Algarve para além das praias tem um património cultural e artístico do mais alto calibre, onde a vertente religiosa marca pontos, como em Loulé acontece com Nossa Senhora da Piedade que tem o seu zelado Santuário no topo de um cerro sobranceiro à cidade do poeta António Aleixo. Templo católico edificado em 1553, ainda não muito o visitei, dele fiz o meu arrazoado e devo ter adquirido este postal. Ali se faz festa rija, em honra da Padroeira, na segunda-feira depois da oitava da Páscoa. O que foi ermida é desde meados do século XX um templo de grandes dimensões.

Imagem (85).jpg

De regresso…. passamos por Évora, e como é de nosso agrado, paramos junto à Igreja da Graça ou Convento de Nossa Senhora da Graça. Foi da ordem dos frades eremitas descalços de Santo Agostinho, gente santa que fez chegar o culto Graciano ao cimo do Monte Farinha, em Vilar de Ferreiros-Mondim de Basto. É um edifício em estilo renascentista, projectado pelo arquitecto Miguel Arruda, em 1511.

Imagem (86).jpg

,Se a igreja da Graça exige uma demorada e atenta visita, não lhe fica atrás a Capela dos Ossos, na Igreja do Convento de São Francisco, que como o Convento da Graça sofreu um rude golpe com os golpistas da época ao extinguirem as Ordens Religiosas, em 1834. Em quanto que o convento da Graça foi nacionalizado e transformado em quartel, o de São Francisco recebeu o que não roubaram daquele monumento dos “Meninos da Graça”. Mas é da capela dos Ossos que falamos agora, um dos mais conhecidos monumentos de Évora, está situado no interior da igreja de São Francisco, foi construído no século XVII por iniciativa dos monges que de acordo com as normativas do Concílio de Trento pretendiam transmitir a mensagem transitória da vida e contrariar as reforma religiosa de então. As paredes e os oito pilares estão decorados com ossos e crânios ligados por cimento. As abóbadas são de tijolo rebocado a branco, pintadas com motivos alegóricos à morte.
Ao Padre António de Ascensão Teles, que foi pároco, na igreja de São Francisco, entre 1845 e 1848 é atribuído este soneto:
Aonde vais, caminhante, acelerado?
Pára…não prossigas mais avante;
Negócio, não tens mais importante,
Do que este, à tua vista apresentado.

Recorda quantos desta vida tem passado,
Reflecte em que terás fim semelhante,
Que para meditar causa é bastante
Terem todos mais nisto parado.

Pondera, que influído d'essa sorte,
Entre negociações do mundo tantas,
Tão pouco consideras na morte;

Porém, se os olhos aqui levantas,
Pára…porque em negócio deste porte,
Quanto mais tu parares, mais adiantas. “

 

 

 

publicado por aquimetem, Falar disto e daquilo às 20:47

18
Abr 16

 

IMG_6314 (2).JPG

Ainda em tempo pascal cujo o epicentro - domingo da Ressurreição - passei em terras de Leiria, e prolonguei até mais tarde, para também em Fátima poder tomar parte na Peregrinação Nacional do Verbo Divino, que decorreu nos dias 09 e 10 do corrente mês, regressei à capital; comprometido com um retiro a fazer na terra de São João de Deus.

IMG_6307 (2).JPG

É bom saber e ter presente que “O Cristianismo é a religião que tem por centro a Cruz de Cristo. Ao longo dos séculos a Igreja celebra permanentemente a Sua morte e Ressurreição na Eucaristia; e une-se ao mesmo Cristo para oferecer ao Pai o sacrifício voluntário do Filho. Jesus de Nazaré crucificado é o centro da história da salvação, que é a verdadeira história da humanidade: a história das relações entre Deus e o homem, desde a sua criação até ser acolhido na casa do céu que é a casa do Pai”. Assim descreve Juan Luis Lorda, em Para Ser Cristão, num resumido compendio sobre matéria doutrinal muito sugestivo e prático que aproveitei para ler em parte durante um fim de semana em terras do Alentejo. E trouxe para leitura de casa: PAPA FRANCISCO, A ALEGRIA DO AMOR

IMG_6313 (2).JPG

Para companheira de quarto, ainda em tempo pascal, arranjaram-me uma maravilhosa Senhora com quem muito conversei nestas noites e pedi conselho. Falei-lhe de mim, das minhas amizades e da minha vida intima. É uma Amiga em quem se pode confiar, dá conselho e por Ela se vai ao Filho.

IMG_6329.JPG

Não há coisa mais consoladora para uma pessoa preocupada com a sua saúde física e mental que por norma as ocupações diárias levantam que viver uns dias afastado da barafunda com que a sociedade fustiga a vida corrente do cidadão, fazendo uma terapêutica repousante que dê sossego ao corpo e ao espírito. Foi o que fui fazer. Boa leitura e bons conselhos dados por gente sabia, que nos ajudam a sair dali com as baterias carregadas e com mais energia e forças para enfrentar os problemas do dia a dia.

IMG_6323.JPG

Também saber escolher o local para fazer essa desintoxicação de vícios e rotinas convém não descorar o critério, eu habituei-me ao Centro de Convívios Almansor, que pelo menos desde 2006, tenho registado em blog já ter frequentado quando em 08/10/06 anotei:“ Estou de regresso, e trago comigo uma carrada de novidades que em terras alentejanas recolhi, ao acaso, na terra de "João Cidade"; daquele que foi o mais notável montemorense de todos os tempos, e que o Papa Alexandre VIII canonizou, em 16 de Outubro de 1690. Refiro-me a São João de Deus, o fundador da Ordem Hospitaleira de seu nome, falecido em Granada (Espanha), a 8 de Março de 1550”.

IMG_6326.JPG

Lá voltei agora para repetir um feito que anualmente costumo concretizar. A chuva prendeu-me no interior do acolhedor e amplo imóvel, desde as 20h00 de quinta-feira até ás 11h00 de domingo, dia 17. E não fora o desejo de fazer uma visita a Nossa Senhora do Quito que numa ermidazinha da quinta se encontra, o mais certo era só sair portas fora para regressar a Lisboa. Foi às 16h00 conduzido pela generoso e seguro João M. Ferreira.

publicado por aquimetem, Falar disto e daquilo às 14:31

Abril 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

22
23
24
25
26
27

28
29
30


mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO