20 de Fevereiro de 2018

DSC02023.JPG

Vá que se não lembraram de meter o Opus Dei neste sarilho jornalístico que de vez em quando roda para confundir quem deseja viver em paz consigo e em sociedade . Mas também compreendemos que quem tem por profissão fazer noticia precisa de arranjar assunto - tem essa função - para divulgar e matéria que desperte interesse  nos seus leitores. A VISÃO no seu nº 1299, de 25/1718, fez-me essa  franquesa ao trazer a publico uma reportagem que diz haver quem dentro da Igreja quem se oponha e desafie o Papa Francisco. Li com atenção tudo quanto se conta ali, mas à partida quero adiantar que não acredito no relato dos intervenientes até porque é mais que sabido que em matéria que não for dogmática os cristão têm toda a liberdade de opinar sem que isso choque ou ponha em causa a unidade e obediencia a quem quer que ocupe a cátedra de São Pedro. O que se verifica aqui é que tem vindo a surgir uns certos "praticantes" que querem à força que a Igreja se adapte a eles e meta os ensinamentos de Jesus Cristo na gaveta. 

ANSA883049_Articolo.jpg

Não pode ser, nem isso passa ou alguma vez passou pela cabeça de Papa Francisco, um santo que devemos amar e respeitar. Adaptar ao tempo e às circunstâncias o que pode ser feito é logico e saudavel agora mexer no que Jesus ditou ninguem o faz. Ainda quanto aos que  criticam  as missas em latim lembro que se para a maioria dos fieis não terá interesse  faz muito jeito para os cristãos que com certa formação cultural e doutrinal viajam por paises onde a língua local é mal conhecida. Eu falo por mim, já  uma vez estando em Lourdes a participar numa procissão o que me valeu foi a recitação de um mistério do terço ser em latim para saber a quantas ia. Mas como esta há muitas mais. Também quanto ao celebrante estar de costas para os fieis não vejo nisso nada que não seja pratica antiga e conhecida da Igreja. Mas quanto ao latim graças a Deus também em Lisboa havia, e não sei se ainda há, uma missa  em latim na igreja de Santo António à Sé. E não me costa que os franciscanos sejam contestatários do Papa Francisco. Às vezes são mais as vozes do que as nozes, com muito jornalismo à mistura e gente interessada em criar confusão. Como no ponto 415 do Caminho diz São Josemaria Escrivá : “ Não ligues muita importância ao que o mundo chama vitórias ou derrotas – Sai tantas vezes derrotado o vencedor ! “.

publicado por aquimetem, Falar disto e daquilo às 17:22

mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

38 seguidores
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Fevereiro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
15
17

18
21
22
24

25
28


arquivos
2018:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2017:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2016:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2015:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2014:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


blogs SAPO