Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

DSC02125.JPG

Por: Costa Pereira

Do meu dileto amigo Christovão de Avila que foi a personalidade a influenciar-me para publicar o trabalho que escrevi com o titulo Nossa Senhora da Graça- Na Fé dos Mariantes, recebi no fim do mês passado um rosário noticioso onde faz mensão à volta disso mesmo e por isso achei oportuno realçar. Aqui fica:

DSC02136.JPG

 

De:ChristovãodeAvila
Enviada em: segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018 00:43
Para:'j.a.costapereira@sapo.pt'

Assunto: ENC: informação

 

Caríssimo Exmo. Primo Inter Pares PEREIRA,

Cinco anos se passaram dos nossos e-mails abaixo.

Graças a Deus, 100% curado do grave problema de saúde que tive em 2004, prossigo nas atividades relacionadas com a Nossa Senhora da Graça, na Bahia.

Ainda em Novembro e Dezembro de 2017  lá estive, promovendo a Festa Magna, que a Princesa Índia Catarina Paraguaçu instituiu no dia 17.Dez, objeto de dois padres enviados ao Vaticano, um em 1576, levando o pedido ao Papa e oito anos depois, outro reiterando o pedido de Indulgência, para os fiéis que comparecessem à celebração.

Neste ano de 2017, foi a festa celebrada no claustro, por estar a igreja, desde 2015 em obras de completa restauração.

DSC02138.JPG

O 17 de Dezembro de 2018 será um grande marco, com o Primeiro Santuário Mariano do Brasil, completamente restaurado, já em programação a oficialização do “Panteão da Casa da Torre Túmulo Catarina Caraguaçu, instituído, em Ourém, Fátima, sob o Alto Patrocínio da Casa Real Portuguesa, pela Real Guarda de Honra de Castelos, Panteões e Monumentos Nacionais de Portugal, nomeado comandante o Eng. Christovão de Avila, sediado no MOSTEIRO DA GRAÇA, dependente do MOSTEIRO DE SÃO BENTO DA BAHIA, primeiro mosteiro beneditino fora da Europa, primeiro nas Américas”.

Considerando sermos, nós dois, os maiores responsáveis pelos assuntos históricos, relacionados com a NOSSA SENHORA DA GRAÇA, em Portugal e no Brasil, estou encarecendo ao caríssimo amigo, maior autoridade no assunto, em Portugal, que encontremos uma resposta para um detalhe, quanto à Primeira imagem, assim referida:

“... dando como certo remontar ao Séc. XVI, segundo Frei Agostinho de Santa Maria, que diz: “... teve origem numa imagem recolhida das redes ... da vila de Cascais ...., no ano de 1362. ... confiada à guarda dos augustinianos ... do Convento de Santo Agostinho, que a partir daí até os nossos dias foi tomado o nome de Convento de Nossa Senhora da Graça de Lisboa.“

Neste momento estamos preparando o II Seminário de Arte Sacra – 2018 (9 a 11 de Maio), cabendo a mim a conferência sobre a Arte Sacra da Igreja e Mosteiro de Nossa Senhora da Graça da Bahia.

Revendo a documentação sobre o assunto, deparei-me com um documento oficial (Arquivo da Torre do Tombo), cópia em anexo, sobre o CONVENTO DE NOSSA SENHORA DA GRAÇA DE LISBOA, onde está por mim grifado o seguinte: “Em 1291, os Ermitas de Santo Agostinho deslocaram-se para o então chamado Convento de Santo Agostinho. Inicialmente, o Convento tinha a invocação de Santo Agostinho mas, em 1305, mudou a invocação para Nossa Senhora da Graça, por disposição do oitavo Geral da Ordem dos Agostinianos, Frei Francisco do Monte Rubiano, e em cumprimento de voto por ele feito em Roma. Neste Convento se fixou a cabeça da Ordem dos Eremitas em Portugal.”

Como conclusão, a invocação do Convento é anterior à imagem de Cascais - 1362.

Qual terá sido então a primeira imagem de 1305, antes da de Cascai chegar?

 

Quanto à imagem da Nossa Senhora de Cascais, de 1362, tentando encontrar algum registro, tive contatos em Lisboa, em 2012, aqui resumidos:

Por especial atenção do arqueólogo Guilherme Cardoso, da Assembleia Distrital de Lisboa, fomos informados de que a imagem original, de Cascais, embora restaurada, fora perdida no terremoto de 1755. Uma pequena imagem, semelhante e da mesma época, está guardada no Santuário do Cabo Espichel, em Sesimbra, distrito de Setúbal.

Em visita oficial à Igreja da Graça, em Lisboa, em 2012, fizemos entrega ao Senhor Pároco, Reverendo Padre Nuno Alexandre Machado Tavares, desta preciosa informação, com uma foto da Imagem da Nossa Senhora do Cabo (Espichel − Sesimbra), devidamente autorizado pelo arqueólogo Guilherme Cardoso.

Uma imagem semelhante mandamos confeccionar, aqui no Rio de Janeiro, tendo sido ofertada à Igreja da Graça da Bahia, pelos descendentes da Casa da Torre, na Missa solene da data magna de 18 de Dezembro de 2012, recebendo a bênção, ao final da cerimônia religiosa, presidida por Dom Emanuel d'Able do Amaral, OSB, Arquiabade do Mosteiro de São Bento da Bahia.

Aguardando um contato, até breve, sempre apreciando as belas imagens e também interessantes mensagens, que o amigo envia.

Com muito especial apreço,

Christovão de Avila

 

E-MAIL’s ANTIGOS:

De:CHRISTOVAODEAVILA
Enviada em: segunda-feira, 8 de julho de 2013 01:54
Para:j.a.costapereira@sapo.pt
Assunto: Re: informação

 

Caríssimo Exmo. Primo Inter Pares PEREIRA,

 

Um ditado reza "Se tudo é obra de Deus, o acaso também é!"

Estou também estou a preparar uma publicação ... dos Brasões de Armas, em primeira edição impressa, depois da edição digital do ano passado, que, embora tenha ficado muito interessante, somente quem possui o iPad da Apple tem

condições de ler.

Parabéns pela materialização das Nossas Senhoras da Graça, e, penhoradamente

reiteramos nossos agradecimentos pelas preciosas informações que passou, permitindo desvendar segredos referentes à Nossa Senhora da Graça da

Bahia, que comemoramos em 2012 os 500 Anos do nascimento da Princesa Índia Catarina Paraguaçu, batizada Katherine du Brésil, em Saint Malo, onde se casou com o português Diogo Álvares, o Caramuru, formadores da primeira família Brasileira, documentada. Uma belíssima história da "Visão de Paraguaçu", em sonho, que resultou na descoberta da imagem e na construção do "primeiro Santuário Mariano do Brasil", por volta de 1530.

Nos eventos do ano passado, na Bahia, comemoramos juntamente, os 650 anos da Nossa Senhora da Graça encontrada em Cascais, motivo da nossa visita à Igreja e Convento da Graça de Lisboa. Um longa e fantástica história, que estou registrando na publicação, onde vosso nome constará, assim como tem constado das minhas palestras, em Portugal - Fátima 2012 e na Bahia,

prosseguindo em outubro próximo, quando de um Simpósio Internacional, comemorativo de 250 anos da transferência da Capital, de Salvador para o Rio de Janeiro, em que o Museu Histórico Nacional estará apresentando uma exposição dos nossos Brasões de Armas do Armorial, que estaremos doando a coleção dos 180 Brasões, em pergaminho, ficando preservados para a posteridade. E temos planos para um futuro próximo, que combinaremos detalhes!!!

Envio-lhe, com imenso prazer, uma primeira imagem, que é a mais bonita que tenho, que está na grande obra publicada pelo Mosteiro de São Bento da Bahia, pois, em 1562 recebeu com a "hermida da Graça", da viúva Catarina Paraguaçu, em doação com as terras adjacentes e as pratas da casa e da igreja, conforme registro nos Livros Tombo do Mosteiro. E mais conversa teremos, à disposição para envio das informações

que mais desejar.

E até breve, sempre apreciando as belas e também interessantes imagens que o amigo envia.

Com muito especial apreço,

Christovão de Avila

Mensagem Original-----

From: j.a.costapereira@sapo.pt

Sent: Sunday, July 07, 2013 12:32 PM

To: Cristovãode Avila

Subject: informação

Carissimo e Exmo Amigo

Aquele abraço, de irmão lusitano. Depois da vossa sugestão fiquei a meditar nessa hipótese de materializar a ideia e dar corpo à edição de um opusculo com o registo das paroquias portuguesas consagradas a Nossa Senhora da Graça. Ora caso o venha a fazer o nome do meu Exmo amigo constará no corpo da publicação e também uma imagem de Nossa Senhora da Graça, de São Salvador da Bahia que agradecia me arranjasse. Será que vou ter esse apoio? Para já um antecipado agradecimento e mais conversa teremos

Com amizade

Costa Pereira

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:48



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D