Neste blog, vou passar fazer todo aquele trabalho que habitualmente tenho vindo a distribuir por vários blogs. Dar descanso aos velhos....

21
Nov 18

fernando_santos_cruz[1].jpg

Tenho por este homem de desporto particular admiração, não tanto pela sua popularidade mediática que goza nos meios futebolísticos, mas pelas suas qualidades humanas e retas que não esconde manifestar publicamente. Um cristão convicto que na sua atividade profissional sabe manifestar e transmitir pelo exemplo os ensinamentos evangélicos e a mensagem de paz, amor e harmonia que a Igreja prega e é fiel depositária. Refiro-me a Fernando Manuel Fernandes da Costa Santos, mais conhecido por Fernando Santos, ou selecionador nacional. Alfacinha, nascido a 10 de Outubro de 1954; iniciou a sua carreira futebolista no Benfica, passou pelo Maritimo e Estoril, e como treinador foi no Estoril que se iniciou a sua carreira na temporada de 1986/87. Depois foi treinar o Estrela da Amadora, e de seguida chegou ao FC do Porto, no época de 1998/99, onde conquistou o inédito penta-campeonato. Tornou-se então conhecido por “Engenheiro do Penta”. Do Porto partiu para a Grécia, onde foi treinar o AEK Atenas, tendo conquistado o 2º lugar, e ganho a taça da Grécia. De regresso a Portugal voltou ao Benfica, mas por pouco tempo, e regressou à Grécia, agora para treinar o PAOK Salónica. Logo também foi nomeado Selecionador da Grécia, onde sob o seu comando atingiu os quartos de final da prova, tendo sido eliminada pela Alemanha por 4-2. Desde Setembro de 2014 que tomou o comando de Selecionador, substituíndo Paulo Bento. Na qualificação para o Campeonato Europeu conquistou o primeiro lugar em seu grupo e ainda em 2016, foi considerado o Melhor Selecionador do Mundo, e daí agraciado com o grau de Grande-Oficial da Ordem de Mérito. Esta é a minha homenagem a um homem que se formou em Engenharia eletrónica no Instituto Superior de Engenharia de Lisboa, ao mesmo tempo que fazia desporto profissional, e sempre muito próximo do sacrário, onde ia e vai buscar forças para alcançar vitórias. Antes do jogo com a Itália que empatou, fez saber: "Sou uma pessoa de fé, mas fé em Deus. Aqui não há questões de fé. Vamos jogar contra um adversário muito poderoso e eu acredito que a minha equipa pode ganhar qualquer confronto. É isso vamos procurar fazer". Parabéns Sr. Selecionar Nacional.

publicado por aquimetem, Falar disto e daquilo às 12:23

2 comentários:
sem dúvida um grande Homem e exemplo para todos;
Maria Oliveira a 21 de Novembro de 2018 às 22:40

Grande e muito integro na palavra e nas atitudes.

Novembro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
14
15
16
17

19
20
23
24

26
27
28


mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO