Neste blog, vou passar fazer todo aquele trabalho que habitualmente tenho vindo a distribuir por vários blogs. Dar descanso aos velhos....

27
Nov 14

 

C:\Users\utilizador_2\Pictures\Fotos para divulgar

Foi pouco tempo. Gostava que tivesse sido mais. Mas já posso dizer que sem me afogar estive abaixo do nível do mar cerca de 400 metros e dali saí temperado em salmoura como carne de salgadeira. Foi na foz do Rio Jordão, um “lago de formato estreito e alongado, possuindo 82 quilómetros de comprimento e 18 quilómetros de largura. Ele está a 392 metros abaixo do nível do Mar Mediterrâneo e 417 metros sob o nível do mar (é o ponto mais baixo do  planeta Terra )”. Está situado no Oriente Médio, no interior da Palestina e banhando a Jordânia, Israel e Cisjordânia. Uma região praticamente desértica, de clima subtropical e semi-árido , com verões de temperaturas altas e muito secos. A sua origem deve-se à ficção de duas placas tectónicas que formam a chamada Fenda Sírio-Africana, uma espécie de rachadura enorme responsável, também, por terramotos na região. Sucedeu que quando a fenda foi criada, a água salgada entrou pela fissura. Entretanto a ligação com o Mar Mediterrâneo secou e a água salgada, sem ter para onde escoar, ficou depositada numa bacia enorme. Com o decorrer do tempo, o lago diminuiu com a evaporação da água e se transformou no Mar Morto sem ligação com outros mares.

C:\Users\utilizador_2\Pictures\12.jpg

Uma das características deste lago é a alta concentração de sal nas suas águas (cerca de 300 gramas de sais para cada litro de água). Para melhor perceber se recorda que a quantidade normal para os oceanos é de 30 gramas para cada litro de água. Assim se explica o motivo porque no Mar Morto não se desenvolve qualquer forma de vida, os peixes que chegam pelo rio Jordão, morrem instantaneamente ao entrar no lago. É também devido à sua salinidade que os corpos flutuam à superfície sem se afundar. Temos que no turismo de saúde esta zona goze de especial relevo e muitas clínicas organizem acampamentos de inverno para pacientes das mais diversas procedências. O ar seco e rico em oxigénio, a lama escavada ao longo das margens do lago, rica em minerais e sais, importantes no tratamento de doenças de pele e dos pulmões. Por isso as redes de hotéis no Mar Morto se instalem no terreno para dar apoio aos muitos clientes. Segundo o Livro Sagrado, este lago das vizinhanças de Jericó, dava pelo nome de Asfaltite e surgiu devido a uma erupção vulcânica após a destruição de Sodoma e Gomorra. O nome actual deve-se ao seu elevado grau de salinidade, que impede a vida animal. Como no Jordão este é outro lugar histórico, onde já lá estive em contemplação.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por aquimetem, Falar disto e daquilo às 18:18

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Novembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
14

16
18
20
22

25
26
28



subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO