Neste blog, vou passar fazer todo aquele trabalho que habitualmente tenho vindo a distribuir por vários blogs. Dar descanso aos velhos....

20
Nov 15

 

fatima19 007.JPG

Ontem, dia 19, fui à Cova de Iria. A ultima vez que tinha estado no Altar do Mundo foi no passado dia 12 de Agosto. Lá voltei agora para agradecer a Nossa Senhora de Fátima a satisfação das preces que lhe dirigi durante este intervalo que se prolongou de finais de Verão até esta boa parte de Outono. Fi-lo porque aprendi no ambiente familiar que ser agradecido é uma virtude característica das pessoas bem formadas e que conservam as boas tradições herdadas do antanho. Quando menos o esperava, a minha próstata deu-lhe para crescer e travar as urinas de sair, de modo que só uma intervenção cirúrgica pôs cobro ao problema. Como não bastasse, surgiu, após a cirurgia, uma infecção causada por uma bactéria que me obrigou a mais 13 dias de internamento hospitalar. Mas tudo já passou, e por isso é que fui de Lisboa a Fátima, acompanhado por um casal amigo que me conduziu até lá.

fatima19 001.JPG

Ao cabo de 125km percorridos estávamos no Santuário para na igreja da Santíssima Trindade assistir à missa das 11h00.

fatima19 005.JPG

Depois foi uma foto junto à estátua do Papa João Paulo II, e vai de seguir para a capelinha das aparições. Distância breve, mas que de vagarinho deu para a Saudade e a D. Ilda rezarem o terço, antes de comprar a velinha e darem por finda a suas promessas.

fatima19 008.JPG

Concluída que estava a motivação que ali nos levou, foi o despedir do sagrado recinto com uma foto tirada em frente da capelinha das aparições; e enquanto ficou a decorrer a missa das 12h30, partimos em busca do almoço.

fatima19 010.JPG

O restaurante escolhido foi o que ficou mais à mão, “O Recinto” por junto ao parque onde estacionamos o carro

2_IMG_4739%20(Large).jpg

A encerrar foi uma visita de cortesia e muita amizade ao Sr. Padre Abel, pároco de Santo Aleixo da Bajouca, que se encontra em recuperação e repouso na Casa do Clero Diocesano de Leiria/Fátima, e o qual aqui recordamos em foto colhida a seu tempo, ao lado de D. António Marto. Quando nestas situações, é sabido que todas as pessoas agradecem uma visita de amigo. E eu, quando ultimamente internado, senti e experimentei essa consolação. Depois foi o regresso a Lisboa, com cerca de 250km, nesse dia, percorridos. Tempo bem aproveitado.

publicado por aquimetem, Falar disto e daquilo às 17:53

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Novembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
14

15
16
19
21

23
24
25
26

29


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO