Neste blog, vou passar fazer todo aquele trabalho que habitualmente tenho vindo a distribuir por vários blogs. Dar descanso aos velhos....

22
Nov 18

DSC01371.JPG

Há dias felizes, outros menos. Não sei se por culpa nossa ou se por força do destino, que nos está determinado. Quando hoje, quinta-feira, 22 de Novembro de 18, uma manhã chuviscosa, saía a porta da rua onde moro, um meu vizinho que já estava dentro do seu carro saiu, chamou-me e veio ao meu encontra para me oferecer um livro de sua autoria. Já o li, e não sendo um critico autorizado na matéria ou seja a pessoa mais indicada para comentar esta área em que a obra se desenvolve, atrevo-me a adiantar a opinião que deste trabalho retirei.

DSC01372.JPG

São mais de cem poemas que se lêem agradavelmente. Reunidos sob o titulo POEMAS SOLTOS PELA CALÇADA, a obra é de António Brito; um beirão nascido na aldeia de Vale da Senhora da Póvoa, concelho de Penamacor. Começa com Chama Acesa e acaba com Roseira Brava, poemas muito expressivos e actuantes. Do conteúdo poético transcrevo para realçar o poema CHAMA ACESA:

DSC01374.JPG

“A chama continua acesa/Com um sopro se apaga, com um sopro se incendeia./Depende da intensidade/E da tua vontade/Os sonhos não sabem o caminho/Que querem desbravar/Trago na boca para te dar/O carinho das palavras com que desperto/ Mas ficam em sobressalto sem saber onde poisar/Em cada manhã de nuvens carregadas/ A rudeza dos teus olhos faz-me vacilar/ Nestas manhãs frias sem lareira para me consolar/ A chama continua acesa/Com um gesto se apaga, com um gesto se incendeia”.
Deste autor que já publicou entre outros “ Histórias da aldeia do Vale” fiz há pouco referência no meu blog Portugal, minha terra, em 11 de Outubro pp, por ocasião de uma sua exposição fotográfica no jardim interior do Hospital da Luz, em Lisboa. Pois é este o hobby de um arquitecto após a sua aposentação em 2010. Cedo, com 9 anos, se fixou com a família na capital, e aqui cresceu física e culturalmente, sem nunca perder o amor às suas origens beirãs. O cuidado com que esmeradamente trata o seu idoso pai, é uma acção que nele muito admiro e louvo.

publicado por aquimetem, Falar disto e daquilo às 16:36

Novembro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
14
15
16
17

19
20
23
24

26
27
28


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO