Neste blog, vou passar fazer todo aquele trabalho que habitualmente tenho vindo a distribuir por vários blogs. Dar descanso aos velhos....

25
Ago 15

Piodo 011.JPG

No domingo, ás 08h00, um grupo de onze exploradores dos encantos de Portugal estava no Casal dos Afonsos prontos para iniciar a tarefa. Pela IC2 até Coimbra para apanhar IP3, onde no Bar 21, de Penacova, se tomou o cafezinho matinal. Depois pela IC6 até ao encontro duma placa indicativa de Avô. Antes de descer a esta aldeia que o rio Alva atravessa, paramos no seu panorâmico miradouro: Varandas de Avô. Muito interessante.

Piodo 019.JPG

Em Avô que já foi sede de município, fomos visitar a Praia Fluvial no centro da aldeia, e só lá não almoçamos porque o restaurante é mais esplanada do que salão de almoços, e a temperatura no domingo pedia agasalho. Mas ficou a visita a esta bela unidade das Praias Fluviais das Aldeias do Xisto.  

Piodo 020.JPG

Almoçamos mais adiante no selecto restaurante Varandas Verdes Lda, na Quinta da Vila Franca – Ponte das Três Entradas. Restaurante que , sob gerência do Sr. Carlos Pimentel, prima na qualidade e no bem servir.

17527622_H68fs.jpg

No fim do almoço há que atravessar a ponte em direcção à Aldeia das Dez, a freguesia onde no lugar de Vale de Maceira, fica o famoso santuário mariano de Nossa Senhora das Preces, que neste blog já noutra ocasião tratei com certo destaque. Era um dos alvos programados para visitar neste passeio, e assim aconteceu.

P_20150823_155853.jpg

Do grupo só eu conhecia este local de oração e complexo de turismo religioso, acrescido pela capelinha de Nossa Senhora das Necessidades que se venera no alto do Colcurinho, miradouro fantástico da serra do Açor, nas fraldas da Estrela.

Piodo 026.JPG

O fresquinho, naquela altitude, fazia-se sentir ali, mas o panorama é impressionante e a tarde convidava a prosseguir na exploração das maravilhas de montanha.

Piodo 024.JPG

Do grupo uma voz se levantou a sugerir a visita à aldeia histórica do Piódão, considerada uma das mais bonitas de Portugal. Sempre é mais suave que nestas alturas agrestes

Piodo 037.JPG

Descemos até lá para visitar e lanchar do farnel.

 Visita feita foi o regresso ao cimo da serra agora para seguir a estrada que pelas alturas conduz a Coja, e uma vez ali ir ao encontro da IC6 para regressar pelo conhecido trajecto à capital do barro leiriense, com muita chuva para o final da tarde. Mas amiga, porque nos deixou gozar o dia por inteiro.

 

 

 

 

 

 

 

publicado por aquimetem, Falar disto e daquilo às 20:44

Agosto 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
15

19
20
22

23
26
27
28
29

30


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO