Neste blog, vou passar fazer todo aquele trabalho que habitualmente tenho vindo a distribuir por vários blogs. Dar descanso aos velhos....

11
Set 14

          Os interesses e a sede do poder, bailam na cabeça de certas criaturas, a ponto de por vezes lhes criarem situações desagradáveis como tem acontecido nestes últimos anos com alguns políticos “seleccionados” para governar o País. Tenho a minha opção e ainda não me arrependi de a manter desde o 25 de Abril até ao momento, mesmo agora que não sendo apreciador de caça brava, vejo na “peça” que temos em cena, uma figura bem mais competente para servir os interesses do país e dos portugueses do que aqueles que feitos salvadores da Pátria se pelam para conquistar São Bento e Belém.

          O povo é quem decide, dizem. Nunca acreditei. O povo vota naqueles que os partidos escolhem para o Zé votar. E algumas escolhas têm sido uma catástrofe, como aquela que calhou ao PSD e ao CDS procurar atenuar para livrar Portugal de entrar em banca rota.

          Ninguém gosta que lhe mexam no bolso, os que tem muito ainda estrebucham mais. Mas se as reformas são para favorecer a sociedade tornando-a mais justa e harmoniosa, que continuem as reformas, e a governar quem serve sem se servir.

          A confiança nos partidos está a baixar, o debate entre António Costa e António José Seguro que ontem, dia 10, teve lugar na SIC, já deu sinais disso mesmo, visto que “ o duelo de 38 minutos transmitido na SIC foi visto por 1,199 milhões de pessoas, menos 300 mil do que os que na noite anterior, dia 09, os viram na TVI”.

          Sobre este descabido duelo entre dois socialistas em busca do mesmo tacho, vamos aguardar pelo terceiro e último debate em televisão que será na RTP1, a 23 de Setembro, estando as primárias marcadas para cinco dias depois. Mal por mal manter quem lá está.

publicado por aquimetem, Falar disto e daquilo às 19:01
tags:

10
Set 14

         Hoje os trabalhadores do Metropolitano de Lisboa alteraram-me os meus planos da manhã. Mas até calhou bem porque estava a chover com certa densidade e assim evitei um banho de rua. De tarde desci à Baixa, e....subi ao Largo do Chiado.

           Ia com vagar e por isso entrei na igreja de Nossa Senhora do Loreto ou igreja dos Italianos, templo muito bonito que foi mandado fazer pelos italianos residentes em Portugal, em 1518. Muito danificado pelo Terramoto de 1755, foi depois recuperado e na reconstrução o mármore italiano está bem representado. 

          Comigo levei um livro em que lembra São Gregório Magno que quase cada página da Revelação escrita, atesta a existência dos Anjos. Ora perante isto se alguma dúvida se me colocasse acerca dessa realidade ela desaparecia com a  informação deixada por este insigne Papa e  Doutor da Igreja. Também no Novo Testamento os Anjos aparecem no Evangelho da infância, na narração das tentações do deserto e da consolação de Cristo no Getsemani, sinal que a “existência destes mediadores das mensagens da verdade Divina” não é invenção humana mas “espíritos puros” que Deus criou e nos dá por mensageiros e guias.   É um facto que por serem invisíveis só a sua vibração se sente quando atentos e em certas circunstâncias nos apercebemos, mas  há exemplos em que por vezes eles se revestem de forma humana, como aconteceu em Fátima, com o Anjo de Portugal, que os Pastorinhos relatam como  “ uma figura, como se fosse uma estátua de neve, que os raios do sol tornaram ainda mais transparente”. Está mais que estudada a sua existência e modo  de  manifestar-se que pode ser através de uma mensagem deixada num sonho, em raios luminosos, e até num pequeno escorregão. Mas a sua actuação vibra sobretudo quando se procura tê-los presentes no pensamento; em particular, aquele que Deus deu a cada ser humano para guia e protector. Alem do meu Anjo da Guarda, também sou devoto da Anjo de Portugal. Que muito tem feito por esta Nação, e se não faz mais é porque os portugueses lhe não pedem, como pediam os nossos antepassados que deram fama à Pátria de São Nuno de Santa Maria e de Camões.

publicado por aquimetem, Falar disto e daquilo às 21:46
tags:

09
Set 14

         Foi nesta casa de Deus, a igreja de São João Baptista do Lumiar, que na década de 70 conheci o Padre Ruy de quem ontem falei a-propósito de certo dia o ter  reencontrado na igreja de NS da Vitória.Tinha por ele grande admiração, e nele um amigo meu. Que os Anjos existem e nos protegem e guiam, nunca tive duvidas nisso, e por isso confio e peço ao meu diariamente que esteja sempre atento aos passos da minha jornada. Quando ontem ao meio dia por ocasião do Ânjelus " falei" com ele, logo me fez vir à mente esse bom sacerdote e também o propósito de o recordar em post. Por certo também me terá dado um toque quando no passado dia 25 de Agosto, o Senhor que ele com muita fidelidade e zelo serviu, o veio chamar para junto de si. Eu é que certamente estava distraído e não senti o angelico aviso. Foi. O Padre Ruy Mello de Azevedo de Lemos Corrêa Leal, faleceu com 88 anos.  Era natural da paróquia dos Anjos, Lisboa, onde nasceu 22/10/1925, e foi ordenado sacerdote a 29 de Junho de 1951. Entre outras funções foi coadjutor na paróquia de Fátima, tenente-capelão do Instituto dos Pupilos do Exercito, pároco do Lumiar e São Mamede, em Lisboa, e mais recentemente colaborador do pároco de São João de Brito. Tinha como residência a Casa Sacerdotal, na Av. 5 de Outubro. Devo a infausta noticia ao semanário A Voz da Verdade, mas sobretudo à minha esposa que associando o nome que eu citei, ao que constava no jornal, me chamou atenção. Os anjos também se servem dos nossos amigos para se manifestarem  

publicado por aquimetem, Falar disto e daquilo às 23:01
tags: ,

08
Set 14

           A Igreja celebra a Natividade da Virgem Santa Maria, no dia 08 de Setembro. É um evento que a Liturgia bizantina contempla e propaga assim  “ Ela vem ao mundo e com Ela o mundo é renovado. Ela nasce e a Igreja reveste-se da sua beleza”. Neste dia, segunda-feira, escolhi um templo mariano para também tomar parte na festa da Natividade. A escolha foi uma pequena igreja, muito acolhedora na Baixa Chiado, onde costumo ir sempre que tenho oportunidade. Já no Blog,  Na Retaguarda, em 05/12/011, ao fazer referência a esta igreja, comentava: “Nunca me canso de vir a esta igreja de NS da Vitória, onde um dos primeiros párocos que conheci em Lisboa - e tive por meu, em São João Baptista do Lumiar - é hoje o celebrante habitual na Eucaristia das 11h30: o Sr. Padre Rui Correia Leal. Depois que saiu do Lumiar voltei a encontrá-lo algumas vezes já pároco de São Mamede, mas entretanto perdi-lhe o rasto que só voltei a descobrir quando certo dia entrei casualmente no Sacro Templo de NS da Vitória”.

         Como então, também há já uns dois anos que deixei de voltar a ver o Sr. Padre Rui Carreira Leal, que pela sua já avançada idade deixou de celebrar na Senhora da Vitória; mas hoje recordei-o ali, em dia da Natividade de Nossa Senhora, e  com a igreja da Anunciação de Nazaret selo esta memória

publicado por aquimetem, Falar disto e daquilo às 16:39

07
Set 14

Hoje após cumprir um preceito dominical, fui tomar um cafezinho ao Largo do Coreto, em Carnide Velho, ou Carnide histórico. E quando ali, ao ver-me na Rua Neves Costa, recordei o trajecto que em post anterior divulguei a respeito da Procissão de Nossa Senhora da Luz, no próximo dia 28, fazendo referência ao Largo da Praça.

 Sou habitante de Carnide e paroquiano do Padre José António, e antes dele já era do saudoso Padre Filipe, também da Ordem Franciscana. Isto para dizer que sou há muito filho adoptivo desta acolhedora e histórica parcela autárquica do concelho de Lisboa, que já conheço do tempo em que o Eléctrico da Linha 13 circulava.

Pois a pesar de conhecer muito bem todo trajecto divulgado e parte da sua toponímia enumerada só hoje despertado pela curiosidade me dei ao trabalho de localizar onde se situa esse tal  Largo da Praça que desconhecia. Mas que  se fosse um leão, não o de Alvalade, há muito que já me tinha devorado, ao apanhar-me  por perto do restaurante "O Cantinho da Ti Judite", ali na esquina da Travessa do Pregoeiro. Foi uma "descoberta" e lição, ao mesmo tempo, pois como nisto em muitos casos semelhantes ou parecidos a gente passa e não vê, como ouve e não escuta. O Largo da Praça é um pequeno largo, onde desemboca a Rua da Fonte, a Travessa do Cascão, a Rua do Machado, a Travessa do Pregoeiro, e a Rua Neves Costa. 

publicado por aquimetem, Falar disto e daquilo às 16:44
tags:

06
Set 14

 


Hoje fala-se mais da Feira do que da Romaria, mas ambos os termos continuam a ter peso na vida dos carnidenses durante este mês de Setembro. Se muitos são os visitantes e forasteiros ao longo do dia, e sobretudo ao fim da tarde, a encherem o Largo da Luz e a darem movimento às barracas de comes e bebes e às tendinhas com tudo quanto é novidade, também nestes dias o vizinho Santuário da Luz vê aumentado o número de visitantes devotos da respectiva Padroeira. A feira  abriu no passado dia 30 de Agosto. Ainda não a visitei, mas tenho tempo até ao próximo dia 28. Vou lá antes


 


Ligada à famosa e concorrida romaria em honra de Nossa Senhora da Luz, que em São Lourenço de Carnide anualmente tem lugar, no mês de Setembro, há mais de 550 anos; pela primeira vez este ano a edição da feira tem a Junta de Freguesia local por organizadora e responsável.   A Feira da Luz que este ano termina no dia 28, culmina com destaque para a parte religiosa, realçando-se a Eucaristia Solene às 15h00, seguida de Procissão, às 16h00, que vai ter o seguinte trajecto: igreja da Luz, Rua da Fonte, Largo da Praça, Rua Neves Costa, Estrada da Correia, Largo do Malvar, Rua Maria Brown, Rua da Fonte e Largo da Luz. Preside D. José Augusto Traquina. E como é tradição, no fim a Fanfarra dos Bombeiros Voluntários da Pontinha desfila pela feira para animar os romeiros e feirantes  Ainda há mais três fins de semana e muitos dias para vir à feira e fazer romarias a Nossa Senhora da Luz.

publicado por aquimetem, Falar disto e daquilo às 19:25

05
Set 14

           Como foi já noticiado com a Grande Peregrinação de Setembro encerra a época alta, do Monte Farinha em festa. Este ano, com o seu dia grande no próximo domingo, dia 07 de Setembro. O muito trabalho pastoral do novo pároco de Vilar de Ferreiros, padre João Paulo, não favorece estes actos festivos que exigem ocupação de tempo a quem o não tem para atender as varias paróquias, mesmo dispondo da generosidade do padre Guedes (emérito) a colaborar. No entanto  tudo aponta que vai ser mais um daqueles eventos notáveis que levam centenas de peregrinos devotos de Nossa Senhora da Graça a subir ao mais sedutor miradouro do norte de Portugal que à região de Basto dá fama. Lá vai estar a presidir o Bispo Diocesano, D. Amândio Tomás, honrando com a sua visita o mais importante santuário Mariano de Trás-os-Montes e ao mesmo tempo dando continuidade  a um costume  que já vem dos seus insignes antecessores.

publicado por aquimetem, Falar disto e daquilo às 17:46

04
Set 14

  

                   (Madrid, 11 de Março de 1914- Roma,23 de Março de 1994)

          No próximo dia 27, Madrid vai ser pequeno para receber milhares de fieis cristãos da Igreja Católica, devotos de D. Álvaro del Portillo que nesse dia será beatificado em cerimonia solene presidida, a mando do Papa Francisco, pelo Cardeal Angelo Amato, Prefeito da Congregação para a causa dos Santos. Dando-se desta forma satisfação a um pedido do Prelado do Opus Dei, D. Javier Echevaria, à Santa Sé, para  que no ano em que se comemora o centenário do nascimento do futuro beato, a cerimónia decorresse na cidade de seu nascimento.

     D. Álvaro del Portillo Diez de Sollano, nasceu em Madrid, em 1914, e faleceu em Roma, em 1994. Engenheiro Civil e Doutor em Filosofia e em Direito canónico, incorporou-se no Opus Dei em 1935. Foi ordenado sacerdote a 25 de Junho de 1944 e colaborou estreitamente com São Josemaria até ao seu falecimento em 1975. Para além disso desempenhou diversos cargos na Santa Sé  entre os quais se destaca a sua activa participação nos trabalhos do Concilio Vaticano II. Após a morte de São Josemaria foi eleito para lhe suceder na direcção do Opus Dei. Foi ordenado Bispo em 1991. O seu processo de canonização foi iniciado em Março de 2004. O Papa Bento XVI declarou-o Venerável em 2012 e o Papa Francisco assinou o Decreto do Milagre atribuído à sua intercessão em 2013. São estes os "segredos" do Opus Dei: muita oração, estudo, trabalho bem acabado e estar no que se faz e fazer o que se deve. O que além disto se diz é de detractores.

     Exemplo de fidelidade e de entrega em corpo e alma à missão que Deus lhe confiou, enquanto cidadão do mundo, este que foi modelo vivo de virtudes humanas e cristãs, enquanto colaborador de São Josemaria Escriva, e depois na condição de pastor dos muitos filhos e filhas no Opus Dei, vai passar agora a ser também modelo de santidade para tantos outros fieis que após a beatificação ficam a conhecer mais um modelo de santidade que a Igreja elegeu para ser imitado por todos os filhos de Deus. Aos filhos e filhas no Opus Dei gostava de recomendar:" É necessário “promover ou participar em empreendimentos e projectos que resolvam de modo profissional as carências humanas e espirituais dos mais necessitados". Um santo de altar já quando vivia connosco.

      Para além da "paternidade espiritual" recordo os encontros em que o vi e ouvi, no Colégio Planalto  (Lisboa), em São Pedro de Penaferrim (Sintra) e na Praça de São Pedro (Vaticano). Pena tenho não poder estar em Valdebebas, nos arredores de Madrid, no dia 27. Mas vão lá estar também muitos portugueses a recomendar-me ao Beato Álvaro del Portillo, modelo de fidelidade.

publicado por aquimetem, Falar disto e daquilo às 13:21

Setembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9

19

23



subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO