Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




De Santa Catarina ao Natal

por aquimetem, em 03.12.17

Света-Екатерина[1].jpg

"De Santa Catarina ao Natal ou vai chover ou vai nevar ", ouvia dizer na minha aldeia por alturas da feira que neste mês de Novembro decorria e decorre em Celorico de Basto à volta do dia 25. Este ano em que a chuva deu lugar a um calor intenso que esteve na origem de tragédias com fogos florestais nunca vistas no país, só quase ao fim deste mês também conhecido por mês das almas é que as nuvens largaram umas poucas gotas sem influência para os caudais dos rios e abastecimento das barragens. Aquilo que na verdade se pode chamar um ano seco.

Murillo_immaculate_conception[2].jpg

Outro dito que se dizia e minha mãe me ensinou tinha a ver com saber os dias de cada mês, e nunca mais o esqueci: " 30 dias tem Novembro, Abril, Junho e Setembro; de 28 só há 1; os outros, são de 31; e quem bem contar, de 4 em 4 anos, mais 1 dia há - de encontrar". Novembro fora entra o Dezembro, com um feriado no dia 1, dia da Restauração, e logo com a "novena" da Imaculada Conceição que termina no dia 08, dia santo de guarda. Um mês também muito rico em motivações que mexem com o sentimento dos cristãos e em especial dos portugueses que além de cristãos amam a sua pátria consagrada a Santa Maria.

Tempo do Advento[1].jpg

Com o 1º Domingo de Advento a decorrer desde 3 de Dezembro, para terminar no 4º domingo, dia 24, e a culminar com o dia de Natal, a 25. Um mês muito rico de motivos festivos e santos que nem sempre sabemos viver na sua profundeza, pois o que muitos gastam desnecessariamente nesta quadra, dava em muitos casos  para atenuar o que falta a muitos outros. Bastava haver um pouco mais de boa vontade para que a praga da pobreza fosse atenuada e se não erradicada, pelo menos, rasgasse veredas que impedem quem deseja ver essa meta atingida.  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:14


1 comentário

De Anónimo a 05.12.2017 às 18:49

5 de Dezembro de 91 - Dia do Voluntário

O dia do voluntário
Foi um dia bem criado.
Lembrando os que, sem salário,
A todos é dedicado.

Aceitam qualquer trabalho
E não põem condições.
Fazem com gosto e sem ralho,
Ditames dos corações.

Voluntários p`rás Missões,
P`rá tropa ou para a guerra
Em várias instituições,
Que existem em toda a Terra.

Voluntários p´rós bombeiros,
Cruz Vermelha e hospitais,
Altruístas verdadeiros,
Apareçam muitos mais!

Sem preguiça e destemidos;
Cuidam do velho e doente:
Deles próprios esquecidos,
Fazem bem a toda a gente.

São úteis, humanitários,
Muitos há por todo o lado.
Enquanto houver voluntários,
Ninguém será obrigado.

Neste dia consagrado
Aos que todos aqui lembro,
Seu trabalho é louvado
Neste cinco de Dezembro.

Todos os que bem fazendo
Em obras e com presença,
Se dinheiro estão perdendo,
Não ficam sem recompensa.

In Efemérides - ANTÓNIO MEIXEDO - Valdigem-Douro

c/ prefácio de Costa Pereira

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D