Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Belezas e tradições de Basto

por aquimetem, em 15.05.15

11130235_379086938965424_700412015043799634_n.jpg

"Iteiro da Senhora", do lado sul.

Quem ainda não perdeu a memória dos bons e maus tempos doutrora, recorda-se por certo das festas e romarias que no Monte Farinha faziam a delícia do povo de Basto sempre que era chegada essa ocasião. Por caminhos e atalhos, na véspera ou no próprio dia, era um ver subir os festeiros monte a cima, de farnel na giga ou na “saquita”, apressados para não faltarem à missa e ao sermão da festa. Cumprido o dever de cristão para com Nossa Senhora da Graça cuidava-se então do estômago e vai de estender a toalha e abrir o farnel.

itei 001.jpg

Santuário com a fachada para poente

Os arraiais e as tardes tinham as bandas de música para animar; e pelo Santiago também os arraiais de porrada tinham fama e proveito, rezam as crónicas. Mas é da festa da Ascensão que quero falar porque tenho à mão um programa de 1964 que gostava de ver os meus amigos compara-lo com o mais atual. No velho programa, constava: “ FESTA DA ASCENSÃO – NO- Santuário de Nª Sª da Graça – EM- MONDIM DE BASTO – Domingo, 10 de Maio de 1964. Confissões: das 8 às 9 horas e das 10 às 11, 30 horas. MISSA REZADA: ás 10 horas. MISSA CANTADA: às 12,30 horas. Sermão por um distinto Orador Sagrado. No final – Procissão. Abrilhantará a Festividade a BANDA MONDINENSE. Freguesia de Vilar de Ferreiros do Concelho de Mondim de Basto. Subi, em oração, Povos de Basto ao Alto do Monte Farinha. (Tip. Moderna-Celorico de Basto -200 ex.25-4-964)”.

001.jpg

Altar-mor do santuário

No deste ano que vai ter lugar no próximo domingo, dia 24, além dos pontos de reflexão propostos a cada uma das paróquias do Arciprestado do Baixo Tâmega, o programa reza: “ 24 de Maio 2015. Festa da Ascensão e Pentecostes. Peregrinação anual do Arciprestado do Baixo Tâmega. Festa da Família. Programa: 08:00h Missa. 09.00h Inicio da Caminhada (Fonte Salgueiro). 10.00h Inicio da Procissão com Andor de NªSª da Graça no Largo de S. Tiago. 11.00h Missa Solene presidida pelo Padre José Carlos. 12.15h Procissão de Encerramento e Adeus à Virgem. A Liturgia fica ao encargo da Unidade Pastoral de Ribeira de Pena. Alto do Monte Farinha. Vilar de Ferreiros – Mondim de Basto”.

18410154_f0pw0.jpg

Adro-esplanada nas traseiras do santuário

Pela minha parte confesso que em relação ao tempo em que a Festa da Ascensão era festejada com foguetes, musica e promessas de amortalhados em caixão, as festas actuais por muito que tentem deixam muito a desejar, mesmo que o objectivo seja dar-lhe uma configuração mais piedosa e conforme com a fé cristã. A verdade é que não cativa a maioria dos fieis e devotos que sobem ao Monte Farinha. Sobem alegres e descem desacorçoados, quando para alegrar o ambiente, Mondim tem uma Banda Filarmónica; Vilar de Ferreiros, os ranchos de Vilar e Vilarinho, os Bombos, além dos respectivos grupos corais da paróquia.

18410585_JjfFU.jpg

Panorâmica recolhido de santuário sobre a aldeia de Vilar de Ferreiros

É preciso ocupar este pessoal, pois só assim os peregrinos e romeiros de Nossa Senhora da Graça percebem que são bem acolhidos e por isso forçados a serem generosos. Quem parece não ser muito generosa é a EDP que continua a negar a electrificação publica ao recinto do Santuário. Que não seja chantagem por causa de Fridão….O concelho tem muito onde economicamente se destacar, turismo, floresta e energia eólica se todo bem explorado dá pano para mangas, e o resto a agricultura e o comercio apronta a fatiota bem aprontada.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:50


2 comentários

De Anónimo a 15.05.2015 às 18:20

Eu, para além destas paisagens maravilhosas, estive a atentar na diferença do "programa das festas" de 1964 para o de agora, como aconselhava e, o que ressalta de diferente é, como já vem sendo habitual, o seu pedido para serem generosos...,ou seja , a pedir prós Santinhos!
Parece lá da política...

De aquimetem a 15.05.2015 às 19:58

Termina bem. E tem alguma lógica pois despertar a generosidade para as boas causas é dever do cristão diria de todos os filhos de Deus. Mas para além das paisagens de facto também lá menti um cheirinho apoliticado uma vez que para contrariar tudo quanto defenda a banheira de Fridão há de sempre ter-me à perna. Quanto às festas no Monte Farinha bem gostava de as ver mais prolongadas e preenchidas. Mas quem está no convento é que sabe o que lá vai dentro

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D