Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Por terras do Alentejo

por aquimetem, em 29.05.17

IMG_7385.JPG

Dizia em eu em post que divulguei a 08 de Outubro de 2006, assim: “ Estou de regresso, e trago comigo uma carrada de novidades que em terras alentejanas recolhi, ao acaso, na terras de “João de Deus”; daquele que foi o mais notável montemorense de todos os tempos, e que o Papa Alexandre VIII canonizou em 16 de Outubro de 1690”. 

IMG_7400.JPG

Também hoje, dia 21 de Maio/017, de lá regressei ao cabo de 3 dias que ali permaneci em retiro espiritual. Foram dias passados no Centro de Convívios de Almançor que como já noutra ocasião lembrei “se curiosos houver procurem na Internet que não há de faltar quem informe das condições de se poder passar ali em paz e sossego uns dias de repouso”. 

IMG_7368.JPG

Ensinou ali, o padre o Romão, por coincidência também alentejano de gema, que “o cristianismo é a religião que tem a cruz de Cristo por centro”. Importante sabe-lo, pois nos faz descer à raiz onde assenta a origem da fé cristã, sem a qual continuaríamos órfão de Pai e Mãe, ainda que possuídos de progenitores.

IMG_7388.JPG

Conduzido pelo Dr. João Carvalho, e o cunhado João Marques Ferreira também por companheiro lá fui, lá fomos, juntar-nos ao grupo que no todo ultrapassou as três dezenas. O responsável foi o Director do Gabinete de impressa do Opus Dei, Pedro Gil, que com outros intervenientes deu a este tempo de recolhimento e reflexão os pontos base que carecem de saber e eloquência por parte de quem os transmite.  

IMG_7391.JPG

Mês de Maio, mês de Maria. Também mês de romarias. Na quinta de Almançor existe uma ermida consagrada a NS do Quito, cuja imagem ali patente foi ofertada pelo saudoso prelado do Opus Dei , D. Javier Echevarría, em 26 de Julho de 2002. Em passeio ali fui fazer a minha visita e a respetiva “romaria” a Nossa Senhora do Quito que famílias do Equador ofereceram a São Josemaria Escrivá, em Agosto de 1974. Foi uma boa forma de na terra-berço de São João de Deus, ter muito presente os dois bem-aventurados Jacinta Marto e Francisco Marto, que o Papa Francisco no dia 13 canonizou em Fátima. Os retiros ajudam a ver mais longe .....

 O vídeo mostra melhor uma parte da quinta de Almançor

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:17


Lá se foi mais um dia bem vivido

por aquimetem, em 29.05.17

IMG_7477 (2).JPG

Este ano o dia 28 de Maio foi rico em eventos, além de coincidir com a celebração da Ascensão do Senhor ao Céu, calhou também ser o Dia Mundial das Comunicações Sociais que Paulo VI foi o primeiro a comemorar a 7 de Maio de 1967. Acontece também ser o ultimo domingo de Maio, mês de Santa Maria, Mãe de Jesus e Nossa Mãe. Tudo foi recordado na Eucaristia dominical da Bajouca que o pároco, Sr. Padre Davide, celebrou às 11h30, fora do normal que é às 09h00. 

IMG_7433.JPG

Mas este domingo era dia especial tinha prometido curta procissão de Nossa Senhora ao redor do adro, animada pela Orquestra Filarmónica de Stº Aleiro, e prosseguida de almoço no olival paroquial que a chuva transferiu para o Salão, dado que São Pedro avisou antes, logo a meio da procissão, que tinha as torneiras abertas pois a chuva também fazia falta. Aqui é que se vê os fortes, a fugir dumas pingas caídas do céu.

IMG_7446.JPG

Foi em beleza este Convívio da Comunidade Bajouquense , em dia do encerramento do “Mês de Maria”. Com uma “ Feijoada à moda da Bajouca” e direito a bebidas, pão, broa e sobremesas.  Almoço Convívio promovido pelo Conselho Pastoral e Conselho Económico (Comissão da igreja). Destinado a ser ao ar livre, no olival, a chuva ainda que pouca não facilitou, mas o amplo salão paroquial alberga centenas de pessoas e estava abarrotar.

IMG_7447.JPG 

Das várias seleccionei as que me pareceu mais elucidativas e a minha sobrinha Helena fez o favor de recolher:

IMG_7453.JPG

IMG_7449.JPG

 

 

IMG_7459.JPG

IMG_7458.JPG

IMG_7442.JPG

IMG_7462.JPG

 Lá se foi mais um dia bem vivido

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:08

IMG_7410.JPG

Inaugurada no fim de Abril , a tradicional Feira de Maio, de Leiria, encerra depois de um mês preenchida com sedutores atractivos que da cultura geral, incluindo a musica, o folclore, o teatro, passando pela gastronomia, cativou os leirienses e numerosos forasteiros que em turismo visitaram este ano a terra-berço de Rodrigues Lobo. Lá fui no sábado, dia 27, cumprir a tradição de sempre que possível dar uma saltada ao centro da “Princesa do Lis” para ao menos, uma vez, gozar de um dos programas diários que o cartaz festivo escolheu como atractivo desta feira e da cidade.

IMG_7427.JPG

A iniciativa desta deslocação partiu do David Pedrosa que quando, no fim de almoço, preparados para ir tomar o nosso cafezinho se lembrou do evento que estava a decorrer na sede do concelho, e que em Leiria a sua cunhada Prazeres tinha o café restaurante COURTESY MARGIN aberto para nos servir. Lá fomos. Mas não foi bem a feira que desta vez esteve na origem da deslocação, mas a Comemoração dos 100 Anos da Chegada da GNR a Leiria.

IMG_7418.JPG

No parque ao lado do café se deixou o carro e depois do cafezinho acompanhado, vai de atravessar o Lis, em frente, e fazer a caminhada cidade dentro, até ao Jardim Camões, Praça Rodrigues Lobo e toda a zona envolvente onde decorreu o comemorativo evento histórico artisticamente retratado com figurantes trajados ao tempo. Nem O REBELDE LEIRIENSE de 27 de Maio de 1917 foi esquecido e distribuído mão a mão, à maneira antiga.

IMG_7421.JPG

Evento animado com muito folclore, artesanato – com destaque para a olaria - tasquinhas e figurantes trajados à moda do inicio do século XX. Ficou por ver além da arruada da Filarmónica de Santo Aleixo e do Grupo Folclórico do GAU o que respeita à Feira de Maio, concentrada junto ao Estádio Municipal. Mas não ficou esquecida.

IMG_7412.JPG

De volta pela igreja de São Francisco foi só atravessar o rio e sem vagar  para mais demoras  deixar o muito que tanto gostava de ver.

IMG_7431.JPG

Santo Aleixo esperava por mim, por isso foi só passar pela Prazeres, deixar o seu filho Miguel que nos tinha feito companhia, e sair da cidade. Mas pena maior me ficou por saber ali na feira o GAU, a SAMB e o VERBO DIVINO representados pela Bajouca ou da Bajouca representantes. Também o tempo nos impede de ver o que gostamos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:48


Baptista-Bastos

por aquimetem, em 25.05.17

hqdefault.jpg

Alfacinha nascido no Bairro da Ajuda, em 26 de Fevereiro de 1934, Armando Baptista Bastos faleceu também em Lisboa a 09 de Maio de 2017. Estudou na escola de Artes Decorativas António Arroyo e no Liceu Francês, tendo iniciado a sua carreira profissional no jornal “O Século”. Ali se impôs jornalisticamente e em representação do jornal viajou por diversos países. Desempenhou a função de subchefe de redacção d “O Século Ilustrado”, tinha apenas 19 anos. Foi despedido em 1960, por se ter envolvido na revolta da Sé, em 1959 como activista da candidatura de Humberto Delegado. Trabalhou depois na Republica, O Dario, Seara Nova, Diário Popular, Jornal de Negócios e tantos outros órgãos de comunicação social, como rádio e tv. Foi na Republica, de Raul Rego, que o conheci e me foi apresentado pele saudoso transmontano Afonso Praça. Além de insigne jornalista e cronista, Baptista-Bastos foi também um notável escritor que deixa obras como “ O Secreto Adeus”, “Cão Velho entre Flores” , “ O Cavalo a Tinta da China”, “A Colina de Cristal”, “No Interior da Tua Ausência” e outros. Exemplar chefe de família, o autor de “As Palavras dos Outros” distinguiu-se pela seu carácter humanisticamente generoso e frontal, que nem sempre lhe trouxe vantagens, além do prazer de ser o Baptista-Bastos. Recordo-me de uma entrevista que deu em 2015 à Radio-Renascença, em que dizia que “ o homem é por natureza religioso, e eu sou dos que rezo todos os dias , não só agora, mas há mais de 20 anos atrás ”. E deixou semente pelo que se percebe da noticia que um dos seus filhos deu do infausto acontecimento: "O meu Pai, Armando Baptista-Bastos, faleceu. Tinha 84 anos. Teve uma vida extraordinária, de que muito me orgulho. Amo-te muito Pai. Que Deus o acolha no seu Reino", lê-se no "post" de Pedro Baptista-Bastos”. Faleceu no hospital de Santa Maria, e o seu velório foi na Sociedade Portuguesa de Autores, donde na 5ª-feira saiu para o cemitério do Alto de São João, também em Lisboa, onde às 17h00 foi cremado. Que descanse em paz.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 18:15


ASSIM NÃO VAI LÁ

por aquimetem, em 20.05.17

ng6105152.jpg

Tenho muita pena, mas que cenas destas na sala que dizem está representado o povo português é vergonhoso aturar gente desta mediocridade. É certo que foi eleito por gente da mesma laia, mas que devia haver regras para pôr ordem na gamela, devia. A cena foi no arquipélago da Madeira, a uns 1000 km. de Lisboa, de qualquer forma foi em Portugal, e não me admiro nada que daqui a pouco com o calor do Verão que não tarda, também em São Bento algum dos seus semelhantes lhe dê para fazer strip-trise. Provocar, mas não desta forma pois suja ainda mais a imagem da democracia que dizem defender. Se quer conquistar popularidade, não tem melhor receita que erguer a voz no hemiciclo e pedir que se desça o ordenado e as mordomias aos profissionais da política que tem o povo todo a seu lado. Agora fazer strip-tise num lugar que merecia ser honrado isso é que não concordo Sr. José Manuel Coelho. Bem fez quem lhe apagou as luzes do hemiciclo e o deixou às escuras e a falar sozinho. Assim o PTP/Madeira não vai longe

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:05


O Papa Francisco I, em Fátima

por aquimetem, em 18.05.17

IMG_7314.JPG

 Evento de primeira grandeza, este que se deu em Fátima, cem anos depois de Nossa Senhora do Rosário aparecer aos três pastorinhos: Lúcia, Jacinta e Francisco. Aconteceu nos dias 12 e 13 de Maio, tendo por motivo a presença do Papa Francisco que veio como peregrino saudar a Virgem de Fátima e honrar Portugal com a canonização de mais dois santos portugueses: Jacinta Marto e Francisco Marto, dois dos videntes de Nossa Senhora.

IMG_7322.JPG

Recordou o Santo Padre uma das citações da irmã Lúcia, nas suas “Memórias” , quando ao referir-se à prima Jacinta regista uma das suas lamentações: "Não vês tanta estrada, tantos caminhos e campos cheios de gente a chorar com fome e não tem nada para comer? E o Santo Padre numa Igreja, diante do Imaculado coração de Maria a rezar? E tanta gente a rezar com ele?" . Acontecimento notável que deu a Portugal acréscimo à fama que já tem de país cristão e comprovado no espalhar da fé por todos os cantos da terra onde chegou e chega a presença portuguesa.

IMG_7339.JPG

 Quem teve a dita de poder desfrutar in loco deste centenário evento por certo que jamais se apagarão da retina as imagens que recolheu, como aconteceu, na vinda de Paulo VI, em 1967. Como então a chuva também este ano se fez sentir, mas em nada beliscou a fé que leva os devotos de Nossa Senhora ao “Altar do Mundo”. E que dos mais afastados pontos do globo, vem peregrinos, peregrinos à semelhança de Paulo VI e agora do Papa Francisco . Um e outro, não vieram em visita a Fátima, vieram em peregrinação.

IMG_7348.JPG

Rezar, com todos os fieis, pela paz no mundo, apelando aos responsáveis políticos para que combatam, a bom combate, a desigualdade e a exclusão social que gera revolta e miséria. A receita para uns e outros está na pratica da caridade e respeito pelo ser humano, doutra forma os valores e princípios com que o homem na sua essência é formatado, perde-se e a sociedades também. Não é por acaso que Fátima é procurada, e muitos são os que fazem penitencias lá e para lá chegar. 

IMG_7357.JPG

Quem muitas vezes critica desconhece o que é sofrimento, como também o que é o verdadeiro amor. O Papa Francisco sabe e logo no inicio da sua homilia, frisou-o bem : “ Queridos peregrinos, temos Mãe, temos Mãe! Agarrados a Ela como filhos, vivamos da esperança que assenta em Jesus Cristo”. É o que falta a quem A não tem.

IMG_7361 (3).JPG

Foram só cerca de 24 horas, mas fabulosamente cheias e bem preenchidas com muitas graças derramadas sobre nós e toda a humanidade.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:33


50 Anos de Pintura

por aquimetem, em 16.05.17

DSCN0558.JPG

 Depois da mais recente exposição que com o título “Encontros Musicais” decorreu no Museu da Musica Mecânica, António Carmo vai agora estar patente na Biblioteca Nacional de Portugal, desde Maio até Agosto, para assinalar os seus 50 Anos de Pintura. 

IMG_7311 (2).JPG
O seu percurso artístico pelas diferentes áreas das artes plásticas pode e deve ser visto e apreciado num todo, que inclui obras de desenho, óleos sobre tela – alguns de grande dimensão –, e guaches que vão figurar ao lado de documentação critica, quer nacional quer internacional. Nesta exposição vai constar um painel de 6x1,5 metros a representar a viagem coletiva do artista e do visitante. Deste distinto artista que noutra ocasião já comentei, disse: “ De trato afável, expressivo e franco, o mestre Carmo deu-se-me a conhecer numa estação do Metro, onde ambos costumamos apanhar transporte, desde esse dia passamos a ficar amigos”, a foto de que me sirvo hoje foi tirada nessa estação: Baixa-Chiado

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:13

12235025_1673775436242596_8806645824156943559_n.jp

É certamente a festa mais antiga que se celebra no Monte Farinha, embora a romaria de São Tiago também seja antiga e sempre mais animada, até por que “pelo São Tiago apinta o bago”. Ainda conheci muito bem a celebração da festa, em 5ª-feira de Ascensão, e do ditado nunca mais me esqueci: “Da Páscoa à Ascensão 40 dias vão”. Deixou de se festejar no dia, por não ser feriado passando a festa para o domingo seguinte, era regra festejar-se na décima-quarta quinta-feira da Páscoa. Em Portugal essa dia tornou-se popular e também conhecido como “Festa da Espiga”.  

ASCENSÃO 2017 - web.jpg

Mas como festa cristã é designada por Festa da Ascensão, pois comemora a Ascensão de Jesus ao Céu. Tratasse de uma das festas ecuménicas, das que são comemoradas em todas as igrejas cristãs, a par da Semana da Paixão, a Páscoa e o Pentecostes. Agora com sua data fixada a 25 de Maio, a Quinta-feira da Ascensão do Senhor, este ano vai ser celebrada no Monte Farinha precisamente no domingo em que tem vindo a festejar-se ali esta festividade: ultimo domingo de Maio. Foi uma graça em ano do centenário das Aparições em Fátima. E aí temos nós as duas imagens. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:59


Nossa Senhora da Saúde

por aquimetem, em 11.05.17

IMG_7301.JPG

No Bairro da Mouraria, mais exactamente na Rua Martim Moniz, situa-se a ermida que no século XVI terá sido construída em honra do mártir São Sebastião. Até que os artilheiros de São Sebastião por volta de 1570 fizeram “um voto a Nossa Senhora da Saúde para que terminasse a grande peste “ o que sucedeu. Em agradecimento surge a primeira procissão em sua honra a 20 de Abril desse ano. Manteve-se a tradição até que em 1662, a Ermida de São Sebastião mudou de nome para Ermida de Nossa Senhora da Saúde, as duas Irmandades juntaram-se com a designação de Senhora da Saúde e São Sebastião.

IMG_7289.JPG

 Amplia-se a devoção a Nossa Senhora da Saúde que conquista a protecção, não só dos reis, rainhas e príncipes, como também de fidalgos, militares e beneméritos, a ponto de D. Pedro V, em 1861, elevar a ermida à dignidade de Capela Real. Na cidade de Lisboa o culto a NS da Saúde está muito enraizado e anualmente tem a sua procissão que se realiza no inicio do mês de Maio. 

IMG_7292.JPG

Este ano foi no domingo, dia 7, correspondente ao Dia da Mãe. Lá fui com o meu conterrâneo Zé Borges e a filha Cristina, assistir onde nas traseiras de São Domingos, frente ao Hotel Mundial paramos para assistir ao desfile.

IMG_7299.JPG

 Foi ali, já não me lembro do ano, que a convite do maestro Silvério Campos assisti a uma dessas procissões, era ele o maestro da Banda da Força a Aérea. Amigo intimo a quem devo a musica do hino de Vilar de Ferreiros que consta em A Região de Basto e As Ferrarias entre Tâmega e Douro. Uma vez por outra sempre que possível não falto nesta procissão mariana.

IMG_7290.JPG

No domingo assim aconteceu e lá me dei com o Sr. Presidente da Republica, Professor Doutor Marcelo Rebelo de Sousa, a dar continuidade a uma tradição que nesta festa cabe à PR vestir a imagem que Lisboa honra com orações, sobretudo neste mês de Maio, ou mês de Maria. Como homem de Basto senti-me orgulhoso por ver mais uma vez Marcelo Rebelo de Sousa a tomar parte na procissão. E com São Jorge, o Santo Guerreiro,  montado em seu cavalo branco de lança em punho para lutar contra o dragão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:09


É um mês de rosas e rosários.

por aquimetem, em 06.05.17

PICT3065.JPG

No mês de Maio só não havendo por perto uma igreja consagrada a Nossa Senhora é que procuro outra para assistir à missa. Também conhecido por Mês de Maria, São Josemaria Escrivà ensinou as filhas e filhos seus no Opus Dei a fazerem e promoverem durante este lapso “romarias” a igrejas e santuários de devoção mariana, de modo a manter viva uma tradição antiga de prestar homenagem à Virgem Maria, mãe de Jesus.

IMG_7040 (2).JPG

Da escolha do 5º mês do Calendário para recordar Nossa Senhora, conta o Prof. André Luiz Oliveira: “Com estudos e pesquisas cheguei à conclusão de que a devoção de dedicar este mês à Virgem tenha surgido por volta do século XIII, na Europa, em um período de grande “marianismo” e conclui que mais ainda por uma questão climática, Maio é o mês das flores e se encontra na plenitude da Primavera, neste tempo as árvores florescem e os jardins se ornam com flores de todos os tamanhos, odores e cores. Para homenagear a Mãe do Filho de Deus, alguém muito sabiamente escolheu este mês por ser ele todo florido, fazendo um comparativo de Maria: “A flor mais bela do jardim de Deus!”. E pessoalmente acredito que esta dedicação se reforçou pela semelhança das palavras: Maio e Maria”.

 

Murillo_immaculate_conception.jpg

Diz ainda: “Dedicar um mês a Maria, com certeza é uma prática bem antiga, chega a ser difícil ter uma precisão de data, é antes de tudo algo que faz parte da tradição do povo, que nas igrejas e capelas do mundo inteiro lhe dedicam ofícios, ladainhas, terços e as belas coroações. Essa é a maneira carinhosa de reconhecermos aquela que trouxe ao mundo o Filho de Deus (cf. Lc 1,26-38), pois não há “Jesus sem Maria e Maria sem Jesus”. O Dia da Mãe que em Portugal chegou a ser celebrado a 8 de Dezembro, dia da Imaculada Conceição, é hoje festejado no primeiro domingo de Maio, que este ano calha no dia 7. É um mês de rosas e rosários.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:41


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D