Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Os bajouquenses brincam ao carnaval

por aquimetem, em 27.02.17

17022370_788070598012538_7169806563907202581_n+2.j

Este ano não assisti ao corço da capital do barro leiriense e pelo que soube perdi uma tarde de “domingo gordo” que com muita alegria e animação gozou quem ali no dia 26 se foi divertir. Já com tradição, o carnaval da Bajouca , uma vez mais se destacou e com a prata da casa fez festa popular e deu da tradição verdadeiro testemunho de engenho e arte que são timbre do verdadeiro povo português.

16998687_1366492906740688_599222300744852722_n+5.j

Sou um velho mirone desta tradição bajouquense que ainda há três anos me mereceu este breve comentário: “O Corço da capital do barro leiriense, este ano concentra-se no Largo dos 13; merece a pena ir até lá na tarde do próximo dia 02 de Março, Domingo Gordo. É Carnaval à Bajouca!”.

16998176_788065821346349_6051089544082696354_n+3.j

Como então adiantei: “ O Entrudo é a remota celebração pagã que hoje conhecemos por Carnaval. Festa popular que faz o delírio dos foliões e embriaga os participantes e apreciadores do folclore e da musica alegre e movimentada que faz parte do nosso património cultural. Do latim (introitus) que quer dizer "entrada"ou inicio do ano, da primavera ou, mesmo, da Quaresma. O Carnaval é uma “recordação das festas dos "loucos medievais", colocando um ponto final ao tempo de excessos que precedem a Quarta – Feira de cinzas".

16996210_1366492340074078_4056397117200176737_n.jp

Embora fisicamente não pudesse estar presente, o facto é que o estive em espírito e com ajuda duma pesquisa online arranjei material para ilustrar este post e mostrar como com a prata da casa os bajouquenses brincam ao carnaval16864254_1366498296740149_7495763923923183314_n.jpl.

 

16997924_1366497290073583_1597635887872631128_n.jp

16996376_665753346959681_2344343824744432740_n.jpg

17021414_1366496393407006_8279220218547462902_n.jp

16998938_1366496703406975_1431408126876255617_n.jp

16998176_1366499120073400_7190864038670921875_n.jp

16996530_1366497740073538_5715596936277498645_n.jp

17021661_788065948013003_1640449007693565406_n.jpg

16996101_1366499833406662_3426254251240206025_n.jp

 E no fim foi ceia carnavalesca, em casa da Fernanda do Zé João.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:27


É o que faz ser patroa

por aquimetem, em 23.02.17

DSCN1077 (2).JPG
Por motivo nada agradável, e que já noticiei, desloquei-me a Leiria no passado dia 22 do corrente. O objectivo foi com a minha presença despedir-me de um amigo que nesse dia desceu à sepultura. Parente por afinidade, devo a noticia a um sobrinho e a prontificação de me convidar a fazer-lhe companhia. Soube entretanto que muitos familiares e amigos não souberam atempadamente do desenlace e por isso com muita pena não tomaram parte no préstito.

013.JPG

Foi quem pode, e foram muitos. Com o Carlos Afonso que de Mafra me veio buscar a Lisboa, parti daqui às 10h20 e pela A8 tomamos a direcção da princesa do Lis, onde por volta do meio-dia chegamos. Uma boa hora para procurar o almoço e o local aonde. Não foi preciso pensar muito, uma vez sabedores do café restaurante COURTESY MARGIN nada melhor e mais a jeito.

DSCN1076.JPG

Escolha excelente  que também recomendo a quem gosta de asseio e bom serviço, além de económico. Depois servido por caras muito simpáticas e alegres que quando assim é vale por meia refeição. Além disso tem ao lado a Livraria Boa Leitura, e as roupas Lingerie Interioridades que são dos mesmos proprietários. Quando os clientes merecem, até a cozinheira os vem servir à mesa e ao balcão. E até se deixa fotografar. É o que faz ser patroa.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:08


Mais um amigo que partiu

por aquimetem, em 22.02.17

DSCN1086 (2).JPG

 Foi hoje, 22 de Fevereiro, a sepultar no cemitério de Leiria, o Sr. Samuel Martins da Cruz, com 88 anos de idade, que foi residente na Estrada da Estação, em Marrazes-Leiria. Casado com D. Irene Pedrosa Afonso, o Sr. Samuel era figura muito conhecida e respeitada em toda a região leiriense onde prestou colaboração na repartição de Finanças e como militar serviu também muitos anos em unidades da princesa do Lis.

DSCN1092.JPG

Família muito conceituada e generosa o funeral deste seu membro constituiu uma prova da estima e consideração com que é tida no seio dos muitos amigos e familiares seus. De Monte Redondo e Bajouca, onde a viúva tem as sua raízes familiares, foi uma significativa representação de familiares e amigos, como também da Praia do Pedrógão, e de Lisboa fui eu, conduzido pelo tem-coronel Afonso, residente em Mafra.

DSCN1094.JPG

Com cerimónia religiosa às 15h00, na capela Mortuária de Leiria, após a qual desceu à sepultura no talhão da Liga dos Combatentes. A toda a família mormente à viúva D. Irene e ao filho do casal Nuno Samuel, os mais sentidos pêsames.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:02


Anda tudo em rebuliço.

por aquimetem, em 18.02.17

0HX8SMTG.jpg

Vão ser em Outubro, e tudo indica que vão ser muito disputadas. Agora quero ver como é que o PCP e BE se vão comportar com o seu parceiro PS. Sempre os conheci adversários até à construção da Geringonça, será que a geringonça continua sem se desmantelar? Seria bom e facilitaria a paternal actuação do Sr. Presidente da Republica que por todos os meios evita o desmantelamento. Mas uma coisa tenho em mente: o PCP não se deixa embrulhar e sabe que não tem no PS o leal camarada, pois tem sido sempre o seu pior adversário. Bem pior do que o CDS e o PSD. Disso tem ele conhecimento e certeza. Já o BE é novato, e o que quer é dar nas vistas e mostrar as suas faldras…Não tardará o seu eleitorado a disso dar conta. Sempre alerta em comunicado acerca da polémica CGD logo em comunicado recente , o PCP lembrou que “sempre se pronunciou pela exigência da apresentação de declaração de rendimentos por António Domingues, ex-presidente da Caixa Geral de Depósitos”. Acrescentando que, “a ter existido uma outra atitude do ministro das Finanças ela confronta-se com a posição e a crítica do PCP”. Como estas, também aqui cabe muitas outras a ilustrar o que da geringonça funciona a modos da falha num motor que no dia dos namorados, 14 de Fevereiro, obrigou um avião da TAP com destino a São Paulo, a voltar atrás quando sobrevoava Peniche, por causa de uma anomalia. Ao que li “o Airbus A340 é um dos quatro aviões da companhia portuguesa que, em Julho do ano passado, foi autorizado para extensão da vida útil, um aval concedido pela Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) e que está a ser investigado pelo regulador europeu do sector, de acordo com a agência Lusa, citada pela TVI24”. Anda tudo em rebuliço.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:06


Passeio por Caneças....

por aquimetem, em 16.02.17

16508463_832485850223787_8848801623546096447_n.jpg

Com 59 anos incompletos foi hoje a sepultar um amigo e companheiro de trabalho com quem convivi durante muito tempo na ESSM, o José Vargas. Nasceu a 1/7/1958, e faleceu a 15/02/2017. Bom camarada e conceituado profissional no ramo da tipografia, tinha por isso o apreço e admiração de todos quantos se serviam da sua qualificada actividade: direcção, professorado e alunos, em particular. Fora disso era também um excelente animador e promotor de convívios extra serviço, em muitos dos quais tive o prazer de participar. Num deles comentei: “Mais uma vez sob o comando do nosso ten-coronel Figueira, lá fomos fazer mais um ataque surpresa à zona saloia de Caneças e o alvo foi um bacalhau à minhoto, regado com tinto de Pias, no restaurante o Arcos. Como de costume a concentração tem sido sempre junto à igreja paroquial de São Pedro de Caneças, onde por volta das 12h30 a meia dúzia de "garfos" se junta e depois é para aonde o Zé Vargas aponta, pois está no seu terreno. Em dia radiante, este de 20 de Dezembro, conduzido pelo meu conterrâneo Zé Lopes deixamos a Quinta do Bom Nome e pela Pontinha, e Casal de Cambra, à hora marcada lá estávamos nós prontinhos para (en)fardar”.

DSCN1050.JPG

 Doença que não perdoa, veio retirá-lo deste mundo e de junto dos seus dilectos familiares e amigos. Na conta destes lá fui despedir-me dos seus restos mortais e no mesmo local onde muitas vezes marcamos encontro para as nossas patuscadas junto à igreja paroquial de São Pedro de Caneças.

DSCN1048.JPG
Com missa de corpo presente, às 11h00, celebrada pelo Sr. Padre Teixeira, Coronel-Capelão da ESSM, e finda a qual o cortejo fúnebre seguiu para o cemitério local, com muita participação e sentida tristeza.

DSCN1045 (2).JPG

Além de muitos conterrâneos e amigos merece destaque a representação oficial da ESSM na pessoa do seu Subdirector e demais oficiais, sargentos, praças e civis.

DSCN1044.JPG

DSCN1046.JPG

DSCN1051.JPG
Quando se parte e deixa saudades é sinal que cumprimos o nosso dever enquanto peregrinos por este vale de lágrimas e o Zé Vargas deixa saudades como demonstram as imagens recolhidas neste seu definitivo passeio por Caneças….

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:26


O que faz ser ignorante

por aquimetem, em 15.02.17

licranço.png

Foi graças à Associação para a Protecção do Vale do Coronado ( APVC) que me veio à ideia trazer à ribalta o tema deste post. Se não tivesse sido alertado também eu continuaria a viver na ignorância e o pobre do animalejo sujeito a sofrer as consequências da má formação cultural e cívica de quem lhe faz mal. Esta associação localizada na Rua da Escola de Mendrões, s/nº 4745-449 Coronado, tem como preocupação semear para recolher, despertando e promovendo iniciativas de cariz ambiental que concorram para a defesa e protecção da natureza. Numa das ultimas novidades que recebi online desta associação constava uma descrição muito curiosa acerca do “Licranço” que eu li e logo entendi devia relatar em post. Trata-se de um réptil da ordem dos sáurios, de membros ausentes (ápode). Pertence à família dos anguídeos, nativo de África, da Europa e da Ásia. São benéficos para os jardins e as hortas porque se alimentam de insectos e lesmas, ajudando por isso a controlar pragas. A pele é suave e composta de escamas não sobrepostas. Como o sapo também o Licranço é um dos grandes amigos do agricultor. E só por ignorância é temido e atacado de morte em vez de protegido e defendido como amigo que é do lavrador

Lacrau-II.jpg

E tudo porquê ?-Simplesmente porque em muitas terras portuguesas também ao Escorpião se dá o nome de “lacrau ou alacrau” e as pessoas confundem com alicranço. Nada tem a ver um com o outro, enquanto o Escorpião ou alacrau é venenoso e a sua picadela dolorosa, e em certos casos mortal ; já o licranço é inofensivo e não peçonhento. Ainda quanto ao Escorpião que é venenoso, ele existe por todo o território nacional desde Trás-os-Montes ao Algarve e é uma espécie protegida, não podendo ser mantido em cativeiro.

cobra-de-vidro-3-750x480.png

 

E porque não também ser protegido o licranço? Que é conhecido por: “ licranço, alicanço, licanço, fura-mato, luzidio ou cobra-de-vidro. É um sáurio (lagarto) sem membros, de aspecto serpentiforme, com corpo muito alongado e cilíndrico. A cabeça é curta e a cauda encontra-se pouco diferenciada do corpo. Geralmente alcança 20 a 22 cm de comprimento total e pesa entre 8 e 40 gramas”. O que faz ser ignorante

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:33


Mas quem é que tem razão?

por aquimetem, em 12.02.17

images.jpg

Algo está a correr de muito mau no funcionamento da “geringonça” que nas costas dos portugueses faz acordos secretos nada dignificantes para quem assume cargos ministeriais ou de governante. Esta do Centeno pela calada libertar António Domingues de entregar a declaração de rendimentos é uma de caixão à cova, e merecia bem manda-lo ir dar uma volta. Mas claro que para ele ir, lá tinha o bom do PR, Marcelo Rebelo de Sousa mandar atrás dele o mestre da “geringonça” que tem sabido passar a bola para os ministeriais como que de nada soubesse. Claro que só os ignorantes acreditam.

AAlWF1o.jpg

São atitudes destas que fazem afugentar os investidores, e o desemprego crescer, assim como a divida publica. O relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (0CDE) recentemente emitido é bem revelador: "tanto a desigualdade como a pobreza têm estado a aumentar desde a crise"; e adianta: que Portugal terá de "repensar alguns dos mecanismos de governança atuais que atribuem vantagens e rendas a grupos específicos". São governos destes a contribuir para que o eleitorado vote em Trump/s e Le Pen/s. E depois queixam-se que o povo é atrasadinho.

Divórcio à alentejana (1).jpg

Ele tem é muita paciência, como vi e li há pouco divulgado em TC: “Os corruptos, os vigaristas, são hoje os de cima. E o montante de tais acções é tal que prejudicam o país para décadas, levando-o à BANCARROTA. Em 40 anos de democracia foram quatro vezes, sempre pela mão dos mesmos. O que levará o sr. Sócrates a processar o Estado? O que hoje se sabe da conduta do cavalheiro não é tudo, mas já é muito”. – Mas quem é que tem razão?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:44


A nossa modesta homenagem

por aquimetem, em 10.02.17

image.jpg

Foi a primeira mulher portuguesa a ser apanhada pelo vírus do jornalismo que conservou e a conservou por longa vida. Nasceu em 31 de Agosto de 1911, em Lisboa, e em Lisboa faleceu, hoje, dia 10 de Fevereiro, com a bonita idade de 105 anos. De seu nome completo Manuela Saraiva de Azevedo, esta jornalista e escritora notável trabalhou no jornal “Republica”, Diário de Noticias, Diário Ilustrado, Diário de Lisboa e “Vida Mundial” . Em Junho de 1995 foi agraciada com a Ordem de Mérito, e a 31 de Agosto de 2015 com Ordem da Liberdade conferida pelo PR, Aníbal Cavado Silva. São dela trabalhos, como Claridade (1935) (poesia) (com prefácio de Aquilino Ribeiro), Um Anjo Quase Demónio (1945) (poesia) , Filhos do Diabo (1954) (contos), À Sombra d'Eça e Camilo (1969), (ensaio), Guerra Junqueiro (1981) (ensaio). Fundou e presidiu à Associação da Casa da Memória de Camões, Constância. Por ser a mulher que foi rendemos-lhe a nossa modesta homenagem

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:04


O que estava mal feito....

por aquimetem, em 08.02.17

IMG_6841.JPG

 Com o titulo “água para refrescar.” Publiquei no blog Portugal, minha terra, de 28.08.16. um post que iniciei assim: “Este domingo, a meio da tarde, tive uma surpresa à entrada da porta, melhor dito, à saída, pois foi quando me preparava para ir à rua que dei com um daqueles repuxos provocados por um arrebentamento da conduta de água da EPAL que serve os prédios da zona, e me fez suspender o que tinha programado fazer”. De pronto transmiti por e-mail ao Sr. Presidente da Junta de Freguesia, Fábio Sousa a dar conhecimento do sucedido, o qual não demorou em acusar a recepção e a responder assim:

“Caríssimo morador Costa Pereira,
Espero que este e-mail o encontre bem!
Muito obrigado pelo seu e-mail.
Já enviámos esta questão para a EPAL.
Solicitamos que envie também um e-mail à EPAL com o nosso conhecimento.
Continuação de excelente semana e muito obrigado, uma vez mais, por nos ajudar a construir mais e melhor Carnide!
Com os melhores cumprimentos,
Fábio Sousa”.

IMG_6878.JPG

- Fiz como me foi solicitado, mas da EPAL nem resposta deu. Dias depois apareceu uma equipa de trabalhadores encarregada de reparar os estragos provocados pelo rebentamento da conduta, mas deixou o trabalho pessimamente  feito.

DSCN1022.JPG

Só agora, 07/02/17, a Junta de Freguesia veio corrigir os estragos do rebentamento no passeio.  E com muito menos gente.

DSCN1011.JPG

Tal como apontar o que não agrada, também louvar o que de bem se faz merece ser apontado, daí o nosso bem haja à Junta de Freguesia de Carnide e aos dois tarefeiros seus, e respetivo encarregado, que hoje vieram melhorar o que estava mal feito.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:15


São raros os homens desta têmpera

por aquimetem, em 06.02.17

11130235_379086938965424_700412015043799634_n.jpg

 Já lá vão seis anos que saiu do nosso convívio terreno o Dr. Primo Casal Pelayo deixando mais pobre a cultura portuguesa e o carinho especial pela vertente histórica, onde se distinguiu como educador e articulista. Faleceu a 08 de Fevereiro de 2011.

7879463_ln0oJ (2).jpg

 Autor entre outros trabalhos de “A Ermida do Monte Farinha” e “FAJOZES – Memórias do seu passado”, Casal Pelayo foi um amigo incondicional que por amor à verdade histórica se entregou de alma e coração na descoberta do que faltava conhecer acerca do muito que estava ignorado sobre terras de Mondim de Basto, e que graças à sua competência de estudioso, aliado ao sua formação de jurista trouxe à superfície revelações que a poeira do esquecimento havia abafado.  

7521104_kVV5A.jpg

 A este saudoso amigo devo além da muita amizade, a gratidão que se deve aos professores, e eu tive-o por mestre no Externato Latino Coelho, onde fui seu aluno nas disciplinas de história, geografia e português do antigo 5º Ano, e com outros alunos fizemos muitas visitas de estudo por museus, igrejas e palácios dentro e fora da cidade de Lisboa. Era o que se chama um poço de sabedoria acumulada, à qual consagrou toda a sua existência. Hoje são raros os homens desta têmpera.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:23

Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D